21 setembro, 2020

São Miguel dos Milagres: dicas de passeios, hospedagem e restaurantes

Mais Lidas

Turismo: já pensou em dormir embaixo da água?

Se ainda não esta em sua lista de desejos, pode acrescentar pelo menos uma noite no primeiro hotel subaquático...

Como será o turismo no pós-crise, de acordo com a CVC

A pandemia de covid-19 penalizou as economias mundiais como um todo, mas um dos setores mais atingidos foi o...

Ponte Hercílio Luz será liberada para passagem de carros; veja como será

A Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis, passará por mais uma etapa de teste desde a sua reabertura, no fim de...

litoral alagoano é puro encanto! Praias de águas calmas, piscinas naturais, coqueiros e areia branca, eis algumas das maravilhas que você encontra em São Miguel dos Milagres, um dos povoados mais antigos do litoral norte do estado, colonizado durante a invasão holandesa no país.

Se você é do tipo de pessoa que valoriza praias paradisíacas, lugares reservados e natureza quase que intocada, vai por mim e deixe São Miguel dos Milagres conquistar seu coração.

Muitos quilômetros de praias paradisíacas unidas ao verde dos mangues e lagoas de água doce. A isso, acrescente uma boa pitada de simpatia da simples população local. Essa combinação faz com que Milagres seja um dos destinos mais cobiçados dos últimos anos para quem aprecia o turismo de experiência.

Nesse post você irá conferir o que fazer na chamada Rota Ecológica dos Milagres, incluindo praias a visitar, dicas de hospedagem e restaurantes.

Praia do Toque – São Miguel dos Milagres

Onde Fica São Miguel dos Milagres?

São Miguel dos Milagres (97 km de Maceió) pertence ao litoral norte do estado de Alagoas e é um destino da Costa dos Corais, que se estende de Paripueira até Maragogi.

A região que compreende desde Porto de Pedras até Barra de Camaragibe recebeu o nome de Rota Ecológica dos Milagres (compreende os municípios de Porto de Pedras, São Miguel dos Milagres e Passo de Camaragibe), haja vista a variedade de passeios e belezas naturais concentradas nesse trecho.

Com praias paradisíacas e piscinas naturais, São Miguel dos Milagres também faz parte da Rota Ecológica, um dos destinos nacionais mais apaixonantes.

São Miguel dos Milagres é um local muito preservado, então não espere encontrar modernidade e tecnologia por lá, mas sim vilas rústicas de pescadores, hoje em dia agraciadas por pousadas de charme pé na areia, onde o lema é “desconecte-se com o mundo lá fora e se conecte com a natureza”.

Travessia do Rio Camaragibe

Como chegar em São Miguel dos Milagres?

Considerando que o trecho conhecido como Rota Ecológica se estende por várias vilas e praias, indico conhecer a região em uma road trip.

Não há transporte público em São Miguel dos Milagres, então estar de carro se torna essencial.

Compartilho agora o meu roteiro de viagem para caso você queira fazer algo semelhante:

Pegamos o carro em Recife e devolvemos em Maceió, passando por Porto de Galinhas (Ipojuca), Praia dos Carneiros, Japaratinga, Porto de Pedras (hospedagem na Praia do Patacho), São Miguel dos Milagres (hospedagem na Praia do Toque) e Barra de São Miguel (essa última já pertence ao litoral sul de Alagoas).

Por questão de tempo (antes de desembarcar em Recife passamos alguns dias em Fernando de Noronha), fizemos esse roteiro em 9 dias, porém, indico que ele seja feito em 15, pois assim será possível aproveitar ao máximo a região, incluir algumas paradas extras ou mesmo mais dias em cada local.

A parte boa de fazer esse roteiro de carro é que você quem decide como fazer e em quanto tempo fazer. O importante é ter em mente que o gostoso é ter o maior tempo possível para poder curtir as praias, descansar e fazer os passeios diferentes que a região proporciona.

Em relação ao aluguel de carro, recomendo os serviços da Rentcars, que faz a busca dos melhores preços em locadoras diferentes, apresentando a você o melhor deles.

Quanto tempo ficar na Rota Ecológica dos Milagres?

Considerando apenas o trecho da Rota Ecológica, acredito que de 5 a 7 dias seja um bom período. Todavia, a quantidade de dias a ficar em cada lugar, depende muito do seu estilo de viagem e do que está buscando.

Se além de passear e conhecer as praias, você quer fazer a viagem visando descanso, então aconselho ficar em torno de uns 7 dias.

Se você é mais agitado e não gosta de ficar muito tempo no mesmo lugar, então 5 dias (ou mesmo 4) será o bastante.

Não tem certo ou errado, muito ou pouco, o fato é que você precisa decidir quanto ficar conforme o objetivo da viagem.

Quando ir a São Miguel dos Milagres?

O nordeste brasileiro possui, em regra, duas estações bem definidas: o verão e o inverno. No inverno não se tem baixas temperaturas, todavia, as chuvas são frequentes.

O clima se mantém quente durante todo o ano (a temperatura média da água costuma variar entre 26 e 28 graus e a temperatura média anual é de 28 graus), mas os meses de chuva e vento devem ser evitados se o seu desejo é conhecer as piscinas naturais de água calma e cristalina.

Passado o período de inverno e chuvas (junho até agosto), as águas voltam a acalmar e recuperam a tonalidade azul.

A partir de setembro já costuma ser uma boa época para conhecer a região. Porém, as condições climáticas podem variar bastante de um ano para outro, e o que vai determinar se é ou não a melhor época para visitar a Rota Ecológica dos Milagres é a intensidade e período de chuvas.

Quando chove e venta, a água das lagoas se mistura à água do mar, deixando-o mexido e turvo. A consequência é a perda da visibilidade nas piscinas naturais.

De dezembro até março é alta temporada, período no qual aumenta o fluxo de turistas e, na maioria das vezes, os preços.

O período mais badalado é o réveillon, conhecido como “Tamo Junto”. Para quem gosta de festa, movimento e não liga de pagar mais caro na viagem, eis uma boa ideia de onde passar a próxima virada do ano.

Praia do Morro – Pontal de Camaragibe

Onde se hospedar: Pousada da Amendoeira

Após pesquisar as opções de hospedagem em São Miguel dos Milagres, encontrei a Pousada da Amendoeira, na Praia do Toque.

A pousada se encaixa na descrição que fiz da região: um refúgio em meio à natureza onde você deverá aproveitar ao máximo para se desconectar da vida urbana e se conectar com a natureza, descansar e recuperar suas energias.

A Pousada da Amendoeira dispõe de nove bangalôs e fica na belíssima Praia do Toque, bem em frente algumas das piscinas naturais mais lindas do país. Basta sair do seu bangalô e em poucos passos estará literalmente na areia.

Além da localização privilegiada e contato direto com a natureza, a pousada prima pelo atendimento de excelência e cada hóspede é tratado com exclusividade, o que inclui ser chamado pelo nome.

Agora passo a descrever um pouco sobre a estrutura e facilidades da Pousada da Amendoeira para que fique claro o motivo pelo qual me apaixonei pela escolha feita.