23 outubro, 2020

Dica: 5 cortes de culinária que você precisa aprender

Recentes

Lista vegetariana: veja uma receita deliciosa e sem carne

Quem é vegetariano nem sempre tem facilidade para encontrar e unir sabor e variedade. Por isso, selecionamos uma lista com pratos feitos pelos chefs...

Saiba como fazer o escondidinho italiano do Chef Ravioli

O escondidinho é típico do nordeste brasileiro e se tornou popular em outras regiões do país também. Nesta versão, o Chef Ravioli ensina a fazer este prato com linguiça toscana e...

Drinques refrescantes para os dias quentes

Que tal aproveitar a incidência dos dias quentes bebendo drinques deliciosos e refrescantes? A nutricionista Daniela Meira, dá as receitas de duas bebidinhas para...

Você já deve ter ouvido falar sobre cortes de culinária, né? Muita gente acha que eles não fazem muita diferença, mas acredite em mim, quem deseja evoluir na cozinha precisa dominar essa técnica!

Existem dois motivos para isso: o primeiro é a uniformidade. Quando os alimentos possuem o mesmo tamanho, eles cozinham igualmente, e isso melhora o tempo de preparo e, principalmente, o sabor do prato.

O segundo motivo é estético. Servir um prato bonito influencia diretamente a opinião das pessoas (afinal, todo mundo come “com os olhos”, não é mesmo?).

Por isso, se você está a fim de aprender um pouco mais essa técnica, me acompanha aqui, que eu vou dar várias dicas!

Os 5 principais cortes culinários

Julienne

Este é um dos mais famosos, e consiste em cortar os alimentos em pequenas tiras. Primeiro no sentido longitudinal e, depois, em palitos.
Dimensões:

  • 3 mm x 3 mm x 2,5 cm (comum) ou
  • 3 mm x 3 mm x 5 cm  (longa).

Brunoise

O brunoise é feito a partir do julienne, e é o menor dos cubos.

Dimensões: 3 mm de cada lado.

Bastonetes

Como o nome sugere, este corte deixa os alimentos em formato de pequenos bastões. Ele segue o mesmo procedimento do julienne, mas com dimensões maiores:

  • 6 mm x 6 mm x 5 cm ou
  • 6 mm x 6 mm x 6 cm.

Chiffonade

Este corte é um pouco diferente dos outros porque, como é feito com folhas, verduras e ervas,  não resulta em uma forma geométrica simples.

Para fazer o chiffonade, você precisa enrolar as folhas e cortá-las em várias fatias finas.

Cubos

Para fechar, os cubos. Eles têm duas funções: agilizar o cozimento dos alimentos e fazer bonito no prato. Por exemplo, é com ele que você pode fazer os fundos de vegetais!

Esse corte também é ótimo para quem está começando porque é bem mais simples de aprender.

Os grandes têm dimensão de 1,5 cm por lado, enquanto os médios, 9 mm. Os pequenos, possuem 6 mm por lado.

Para chegar nos cubos, é só seguir o exemplo do julienne e, em seguida, o brunoise. Só que você precisa ajustar a dimensão desde o começo, hein!

Uma infinidade de cortes de culinária

Os cinco cortes que apresentei aqui são a base para grande parte dos pratos. Existem alguns que são um pouco mais avançados e, em alguns casos, para pratos específicos. Mas vá devagar, aprenda aos poucos e, antes do que você pensa, já vai estar mara!