Agricultores da Ucrânia devem plantar 30% menos grãos de inverno

Além da guerra contra a Rússia, cenário local é de altos custos de produção e queda nos preços de venda

0
18
Foto: REUTERS/Vincent Mundy (UKRAINE - Tags: AGRICULTURE BUSINESS

Os agricultores ucranianos provavelmente reduzirão a área de semeadura de grãos de inverno em pelo menos 30% por causa de um salto nos preços de sementes e combustível combinado com os baixos preços de venda de seus grãos, disse o Conselho Agrário Ucraniano (UAC) nesta segunda-feira.

A Ucrânia já iniciou a semeadura de grãos de inverno de 2022 e o Ministério da Agricultura disse no mês passado que espera que a área de trigo de inverno possa encolher para 3,8 milhões de hectares (9,3 milhões de acres), de 4,6 milhões um ano antes.

A Ucrânia semeou mais de 6 milhões de hectares de trigo de inverno para a safra de 2022, mas uma grande área foi ocupada durante a invasão russa que começou em fevereiro e apenas cerca de 4,6 milhões de hectares de trigo seriam colhidos em território controlado pela Ucrânia.

“As principais razões que incentivam os produtores agrícolas a reduzir as áreas semeadas são o alto custo dos fertilizantes, problemas com a venda de grãos, bem como preços de compra muito baixos para produtos agrícolas”, disse a UAC em comunicado.

O conselho representa milhares de pequenos e médios produtores agrícolas em toda a Ucrânia.

As exportações de grãos da Ucrânia caíram desde o início da guerra porque seus portos no Mar Negro, uma importante rota para embarques, foram fechados, elevando os preços globais dos alimentos e provocando temores de escassez na África e no Oriente Médio.

Três portos do Mar Negro foram desbloqueados no final de julho sob um acordo entre Moscou e Kiev, intermediado pelas Nações Unidas e a Turquia.

*Via Globo Rural

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here