19.2 C
Criciúma
quarta-feira, julho 17, 2024

Fellipe Mateus: 150 vezes no Tigre

Contratado em maio de 2021, jogador é um dos pilares do atual elenco carvoeiro e espera seguir mais tempo no clube

Tiago Monte

Criciúma

Em 20 de maio de 2021, o Criciúma anunciou a chegada do meia Fellipe Mateus. Um tanto quanto desconhecido, o jogador enfrentou a desconfiança da torcida, no começo, mas se consolidou em um período vencedor do clube e se tornou um dos ídolos recentes do Tricolor Carvoeiro.

Amanhã, diante do Fluminense, o jogador completa 150 partidas com a camisa do Criciúma e se diz grato pelo momento, que não havia passado em outro clube na carreira. “Sentimento de muita gratidão. De muito trabalho. Nunca tinha passado isso, em nenhum time. Graças a Deus, estar alcançando esse número com essa camisa, para mim, é motivo de muita alegria, porque sabemos como é hoje no futebol. É difícil ficar muito tempo em um clube”, ressalta.

Fellipe chegou ao Criciúma para a disputa da Série C do Brasileirão. Em um momento difícil do clube. Por isso, para ele, poder jogar a Primeira Divisão nacional pelo clube é muito especial.  “Está sendo especial, por estar passando o extremo. Cheguei em um momento muito difícil do clube, mas poder disputar uma Série A, realizando um sonho com essa camisa, é motivo de muita alegria e muita comemoração. E projetamos coisas grandes: a permanência e até mesmo disputar um campeonato internacional. Então, é muito bom estar passando tudo isso” , comenta.

Referência para o torcedor carvoeiro

Ao lado do goleiro Gustavo e do zagueiro Rodrigo, Fellipe é um dos jogadores mais longevos do elenco. Uma das referências para o torcedor carvoeiro. Com contrato até o final do ano que vem, o meia sequer quer ouvir propostas para deixar o clube. “Não chegou nada para mim e também converso com o meu agente, para que não me traga nada. Estou, hoje, realizando um sonho com a camisa do Criciúma, estou vivendo um momento bom, então não procuro estar olhando o que vem de fora. Eu estou sempre focado aqui: tenho mais um ano e meio de contrato, então vou procurar fazer o meu melhor”, destaca.

Fellipe cogita permanecer mais um bom tempo no Criciúma.“Eu gosto muito, mas tudo passa por um momento de muito trabalho e isso requer tempo. Hoje, posso falar que estou muito feliz aqui, com a camisa do Criciúma, e com tudo o que eu alcancei. O projeto, claro, é continuar muitos anos ainda com essa camisa e continuar nessa crescente”, ressalta.

Histórico baixíssimo de lesões   

Em recuperação de uma lesão no joelho, Fellipe é um dos jogadores com mais minutos jogados, com a camisa carvoeira, nas últimas temporadas. Ele atribui isso a uma postura profissional, dentro e fora de campo. Inclusive, a questão mental também é trabalhada pelo atleta. “Eu acredito que não tem tanto segredo. Se trata de sermos profissionais – e precisamos ser. Então, você tem que ser profissional em tudo o que você faz: ter uma boa noite de sono, alimentação sempre em dia e trabalhar. O clube nos dá suporte: uma academia boa, fisioterapia, fisiologia e a ajuda de todos. Você fazendo o seu 100%, acredito que você colhe coisas boas. Então é isso: cuidar bastante do corpo, e da mente, para poder estar sempre 100%”, destaca.

Pouco acostumado a não atuar, Fellipe sofreu com o período em que precisou ficar fora de atividade. “É muito difícil, né? Jogador nenhum quer estar passando em momentos assim, de lesões. Infelizmente, o meu foi uma pancada mesmo, foi algo que nem dá para controlar. Então é um momento meio triste para o jogador. Tem que trabalhar bastante, não só a questão no campo, mas a questão mental, por conta disso. Estou fazendo o meu melhor, no dia a dia, no que está no meu alcance, para que eu possa voltar ao meu 100% e ajudar o Criciúma” , finaliza.

Últimas