19.2 C
Criciúma
quarta-feira, julho 17, 2024

Grupo acusado de tortura, cárcere e homicídio é alvo da polícia em Laguna

DIC cumpre, ao todo, 29 mandados, durante a Operação Mundare

Na manhã desta terça-feira, dia 9, 20 mandados de busca e apreensão e nove de prisão são cumpridos pela DIC (Divisão de Investigação Criminal) de Laguna, no Sul de Santa Catarina, por meio da Operação Mundare. O alvo é um grupo acusado de tortura, de cárcere, de porte ilegal de arma de fogo e de homicídio.

Grupo acusado de tortura aplicava “próprios regramentos”

Segundo a Polícia Civil, as investigações apontam que os integrantes de uma organização criminosa se articularam com o objetivo de praticar diversos crimes contra a vida de desafetos e de devedores. Nos atos, eles aplicavam “os seus próprios regramentos”.

Durante as apurações, ainda conforme o órgão, “flagrou-se diversos atos de tortura, sequestro, cárcere privado e homicídios consumados, e apurou-se que outros homicídios ainda se encontravam em vias de ocorrer na comarca de Laguna”.

De acordo com a Polícia Civil, a Operação Mundare também investiga a participação do grupo criminoso no homicídio de Douglas da Rosa Ferreira, na comunidade da Ponta das Pedras, em Laguna, no dia 30 de abril de 2024.

Operação Mundare foi deflagrada pela Polícia Civil na manhã desta terça-feira, 9 – Foto: Divulgação/Polícia Civil/ND

A operação contou apoio das Delegacias de Garopaba, (Imbituba, Pescaria Brava, além da DPCami Laguna, DIC de Tubarão, NOC DEIC, NOC Sul e Saer), e Militar, por meio das guarnições do Pelotão de Patrulhamento Tático, Agência de Inteligência e Canil Setorial.

A Polícia Civil ainda informou que as investigações serão finalizadas em 30 dias.

Via ND+

Últimas