12 C
Criciúma
segunda-feira, junho 24, 2024

Obras da terceira fase do Canal Auxiliar são finalizadas na Santa Bárbara

Trabalhos contemplaram o trecho da ponte na rua Arthur Pescador

Nas últimas semanas, foi finalizada terceira etapa do primeiro lote de obras do Canal Auxiliar do Rio Criciúma. O objetivo da construção do canal é prevenir alagamentos em épocas de chuvas, e também melhorar a capacidade de escoamento do rio. Os trabalhos contemplaram o trecho da rua Arthur Pescador, no bairro Santa Bárbara, onde a antiga ponte foi demolida para a instalação das aduelas do canal.

O investimento total da obra foi de R$ 5.208.682,24, provenientes de convênio firmado entre Prefeitura de Criciúma e Caixa Econômica Federal (CEF).

“As obras do Canal Auxiliar provaram, até o momento, sua eficiência, livrando Criciúma de enchentes que causavam inúmeros transtornos no trânsito da região central, danos à saúda da população, problemas ambientais e prejuízos aos comerciantes. Essa é, sem dúvidas, mais uma obra para o bem-estar e qualidade de vida dos criciumenses”, ressaltou o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

Além da demolição da antiga ponte, a terceira etapa da obra do Canal Auxiliar contemplou, ainda, a realocação da rede de distribuição de água, gás e da rede coletora de esgoto sanitário, construção de ensecadeiras, assentamento e vedação de aduelas, e reestruturação da via sobre galerias pluviais, onde foi preparada e instalada a base para a pavimentação asfáltica, com calçadas e sinalização. Neste trecho, o canal possui 13,6 metros de largura e 3,6 metros de altura.

“É normal que as obras causem transtornos, mas um bem a longo prazo. Com as obras do Canal Auxiliar, Criciúma está preparada para reduzir significativamente os riscos de grandes enchentes”, afirmou o secretário municipal de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, Jóri Ramos Pereira.

Sobre o Canal Auxiliar do Rio Criciúma

O Canal Auxiliar é a obra de macrodrenagem do Rio Criciúma. Segundo dados levantados durante o estudo para o prolongamento do canal, as enchentes que ocorriam com frequência na bacia eram resultados do rápido crescimento da cidade.

O Canal Auxiliar do Rio Criciúma surgiu como solução para o problema de enchentes. As obras começaram na região central, em uma extensão de 1,7 mil metros. Além da implantação do canal, foram construídas quatro pontes e realizado o desassoreamento do rio entre a Avenida Centenário e a rua Araranguá. Na segunda etapa, em 2017, a obra cobriu 780 metros do rio entre as ruas Vitório Serafim e Ângelo Peruchi, no bairro Santa Bárbara.

Macrodrenagem da bacia do Pio Corrêa

Dando continuidade ao Canal Auxiliar do Rio Criciúma, a prefeitura executa as obras de macrodrenagem da bacia do Pio Corrêa, que cobre mais de 1,8 mil metros, beneficiando uma área de 1,9 km². A obra abrange as ruas João Cechinel, Mário da Cunha Carneiro, Marcelino Champagnat, Avenida Humberto de Campos, José Gaidzinski e Guerra Junqueira. Com a instalação de aduelas e de tubulações paralelas ao Rio Criciúma, a intervenção tem o objetivo de aumentar a capacidade de vazão, evitando alagamentos e proporcionando mais segurança às pessoas. O investimento é de R$ 12,5 milhões.

Últimas