Campanha Janeiro Branco alerta sobre os cuidados com a saúde mental

Todos os anos, a campanha brasileira tem um tema específico, em 2023: “A Vida pede Equilíbrio”

Foto: Nilton Alves/TN

- PUBLICIDADE -

Letícia Ortolan

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Criado como um alerta de atenção a saúde mental, o Janeiro Branco existe desde 2014. A escolha do mês se dá por ser um período em que as pessoas estão mais focadas em resoluções, metas e objetivos para suas vidas. Todos os anos, a campanha brasileira tem um tema específico, em 2023: “A Vida pede Equilíbrio”.

Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

O alerta para a saúde mental da população é criado a partir do incentivo à prevenção das doenças decorrentes do estresse, incluindo os transtornos mentais mais comuns, como depressão, ansiedade e pânico. Caroline Scussel, psicóloga criciumense, ressalta que é importante dialogar sobre o tema, para que todos conheçam a gravidade do esquecimento consigo mesmo.

“Na psicologia, entendemos por algumas vertentes, que nós seres humanos somos biopsicossociais. Quando compreendemos essa multinacionalidade da vida, sentimos a importância de cuidar dos aspectos da mente e emoções. Faz parte das nossas vidas, assim como a manutenção da saúde física e práticas espirituais, independente da religião. Cuidar da mente é um dos pilares da vida”, pontua a psicóloga.

Não existe uma forma única de adoecimento mental das pessoas. “O estresse está relacionado com inúmeras doenças: físicas, quadros clínicos em saúde mental, psicopatologia e até mesmo sofrimentos psíquicos que não necessariamente estão dentro de um diagnóstico”, ressalta Caroline.

Por isso, para manter a saúde da mente em dia, algumas dicas são valiosas. “Perceber esses fatores estressores e ter autoconhecimento, nos ajudam a atingir a nossa estabilidade. Incluir prática de esporte, medicação, técnica de respiração e relaxamento, são itens que ajudam”, declara Caroline.

Além disso, é indispensável ter um sono de qualidade, boa alimentação e se hidratar com frequência. “São fatores essenciais para a gente cuidar não só da arte física, como emocional. O nosso corpo, do ponto de vista fisiológico, interfere muito na saúde mental e na regulação do nosso amor própria”, enfatiza a psicóloga.

Leia a matéria completa na edição desta segunda-feira, 23, do jornal impresso Tribuna de Notícias. Ligue para 48 3478-2900 e garanta sua assinatura.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.