Santa Catarina quer transformar setor leiteiro competitivo

A produção de leite envolve diretamente 70 mil famílias catarinenses, que detém 10% do mercado nacional

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Quarto maior produtor de leite do Brasil, Santa Catarina pretende criar mecanismos para fortalecer a cadeia produtiva e incentivar a exportação. A estratégia levantada pela Aliança Láctea Sul Brasileira prevê melhorias em logística, redução dos custos de produção e qualifi cação de produtores.

 > Clique e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

O plano foi apresentado ao secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Valdir Colatto. A produção de leite envolve diretamente 70 mil famílias catarinenses, sendo que aproximadamente 24 mil famílias fornecem o produto para mais de 130 unidades industriais instaladas no estado. Em 2021, Santa Catarina produziu 3,1 bilhões de litros de leite, respondendo por 8,9% da produção nacional crescendo. Somos responsáveis por 40% do leite industrial e temos apenas
15% dos consumidores. Só o mercado interno não nos permite crescer, precisamos nos voltar para os portos e exportar nossa produção”.

Hoje, dos 15 municípios brasileiros com maior densidade de produção de leite, 10 estão em Santa Catarina: São João do Oeste, Tunápolis, Nova Erechim, Marema, Braço do Norte, Princesa, Cunhataí, Iporã do Oeste, Santa Helena e Itapiranga.

Leia a matéria completa na edição desta sexta-feira, 13, do jornal impresso Tribuna de Notícias

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.