Produtividade do milho aumenta em 2023 na região Litoral Sul

É esperado que as colheitas rendam 8,6% a mais que no último ano. Içara é a grande produtora, seguida de Criciúma e Treze de Maio

Foto: Nilton Alves/TN

- PUBLICIDADE -

Thais Borges/Especial
Criciúma

Os agricultores do milho na região Litoral Sul começaram a fazer a colheita da safra 2022/2023 em dezembro do último ano. Os trabalhos devem seguir até o fim de janeiro. A expectativa para esse montante é boa: a previsão é que seja 8,6% maior que a última colheita, a de 2021/2022, mostrando aumento na produtividade do grão. Em 2022, a média de quilos do milho por hectare na safra foi de aproximadamente sete toneladas, resultando em 118 sacas de 60 quilos do produto. Já neste ano, o rendimento previsto é de 128 sacas por hectare, gerando um total de 148,6 mil toneladas e a renda esperada de R$ 215 milhões.

- PUBLICIDADE -

Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

 

“Vamos ter um aumento em relação ao ano passado. É 8,6% a mais de produtividade que no ano passado. É a expectativa”, relata Douglas George de Oliveira, coordenador estadual do Programa Grãos da Epagri.

 

De Paulo Lopes a Passo de Torres, Içara é a maior produtora do grão, com dois mil hectares de plantação. Criciúma fica em segundo lugar, com 1,6 mil hectares, seguida de Treze de Maio, com 1,3 mil. A Cidade do Mel é a campeã do Litoral Sul desde 2015. A produção de toda a Santa Catarina fica aqui no estado mesmo. A exportação do milho é baixíssima. “Santa Catarina exporta pouco milho. Praticamente não exporta. Temos um déficit muito grande. A quantidade que é consumida é mais que o dobro da quantidade produzida aqui”, explica Oliveira. SC é quem mais importa milho de outros estados e até do Paraguai, atrás somente do Paraná. “A gente importa basicamente a quantidade que produz: R$4,5 milhões de toneladas ao ano. Em 2022, SC importou quase 44 milhões de sacas”, reafirma.

Leia a matéria completa na edição desta quinta-feira, 19, do jornal impresso Tribuna de Notícias. Ligue para 48 3478-2900 e garanta sua assinatura.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.