Internacional: Google anuncia demissão de 12 mil funcionários

Redução representa 6% do quadro de trabalhadores da empresa; Desde 2022, quase 194 mil trabalhadores do setor de tecnologia perderam seus empregos nos Estados Unidos, segundo site

Google anuncia demissão de 12 mil funcionários – Foto: Pixabay/Divulgação/ND

- PUBLICIDADE -

A empresa matriz do Google, a Alphabet anunciou que deve demitir 12 mil funcionários – o que representa em torno de 6% de todo seu quadro de trabalhadores. No fim de setembro de 2022, a empresa tinha quase 187.000 funcionários em todo o mundo.

Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

O anúncio foi feito pelo CEO da Alphabet, Sundar Pichai, por meio de e-mail enviado à equipe. “Decidimos reduzir nossa força de trabalho em aproximadamente 12.000 empregos”, disse no comunicado.

O CEO observa que o momento econômico atual força a empresa a tomar a decisão. “Nos últimos dois anos, experimentamos períodos espetaculares de crescimento. Para apoiar e impulsionar esse crescimento, contratamos para uma realidade econômica diferente da atual”, acrescentou.

Segundo Pichai, os cortes devem ocorrer  “em todos os departamentos, funções, níveis de responsabilidade e regiões”. Contudo, não deu mais detalhes, apenas destacou que para a remoção dos postos a empresa realizou uma revisão.

“Fizemos uma revisão rigorosa em todas as áreas de produtos e atividades para garantir que nosso pessoal e nossos cargos estejam alinhados com nossas prioridades mais importantes como empresa”, escreveu.

Os funcionários americanos que serão afetados pela decisão já foram notificados. As pessoas demitidas nos Estados Unidos receberão pelo menos 16 semanas de salário, bônus de 2022, férias e seis meses de cobertura de saúde.

Já o anúncio em outros países levará mais tempo por conta das leis trabalhistas locais. Após o anúncio do plano de demissão, as ações da Alphabet subiram 3,5% nas negociações eletrônicas antes da abertura da Bolsa

Demissões no setor da tecnologia

A medida anunciada pela empresa, já tem sido aderida por outras gigantes da tecnologia. Inclusive, um dia antes do anúncio das demissões no Google, a a Microsoft havia divulgado plano de demitir 10 mil funcionários.

Meta, proprietária do Facebook, Amazon, Salesforce e Twitter são outras empresas que também já haviam informado planos de corte de funcionários. A turbulência econômica do momento também é a justificativa para as demissões.

Após o crescimento enfrentado durante o período da pandemia da covid-19, a  indústria de tecnologia enfrenta um período de instabilidade, causadas pela alta da inflação e pelo aumento contínuo das taxas de juros.

Conforme o site de tecnologia Layoffs.fyi, desde 2022, quase 194 mil trabalhadores do setor perderam seus empregos nos Estados Unidos – isso sem contar com os afetados pelo anúncio da Alphabet.

Segundo Dan Ives, da Wedbush Securities, as empresas do ramo da tecnologia contrataram em ritmo insustentável.  “A deterioração do ambiente macroeconômico agora as obriga a demitir”, avalia.

*Via ND+

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.