16.8 C
Criciúma
domingo, dezembro 10, 2023

Criciumense conquista terceiro lugar no Mundial Kids de Jiu-Jitsu

Competição foi realizada em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes

Aos notáveis nove anos de idade, Maria Luiza Honorato adiciona mais um emocionante capítulo à sua história. Participando de sua primeira competição internacional, o Mundial Kids de Jiu-Jitsu, realizado em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, ela não apenas superou as expectativas, mas também desafios inesperados.

Maria Luiza, apesar de uma contusão e uma lesão na escápula, conquistou o terceiro lugar em um evento de nível mundial. Sua determinação, resiliência e amor pelo esporte brilharam intensamente.

Ela compartilha sua experiência, cheia de lições valiosas: “Treinei muito com meu pai para representar todo mundo que acreditou nesse sonho. Estou muito feliz por ter conquistado a medalha de bronze e por ter tido a oportunidade de viajar pelo mundo e conhecer novas culturas”, diz Maria Luiza com orgulho.

Seu pai e treinador, Diego Caetano, também compartilha suas emoções sobre essa jornada extraordinária: “Há exatamente 6 meses, iniciamos uma vaquinha para poder juntar dinheiro pra essa viagem, e não vou mentir, várias vezes achei que o sonho estava longe de ser alcançado. Pensei comigo mesmo, por que as pessoas vão nos ajudar? Felizmente minha esperança se manteve de pé junto do apoio de todo mundo que contribuiu para realização desse sonho. Foi uma luta pra chegar aqui, e poder estar presente no maior campeonato Kids do Mundo. Considero essa experiência incrível. O capital cultural que adquirimos superou todas as expectativas. Encontramos atletas de diversas nacionalidades, como croatas, coreanos, ingleses e estadunidenses, os melhores do mundo na modalidade, reunidos em um só lugar. Estou muito orgulhoso da minha filha que conquistou a medalha de bronze e, estamos profundamente felizes por representar nosso país.”

Diego Caetano também revelou uma ambição empolgante para o próximo mundial. Ele compartilhou: “Nossa meta para o próximo mundial não é levar apenas um, mas dez crianças do nosso projeto social. Queremos proporcionar a essas crianças a mesma oportunidade que Maria Luiza teve, e inspirar a próxima geração de campeões.”

Maria Luiza e seu pai agora se preparam para o próximo desafio, o Circuito Europeu, em dezembro, na Irlanda, onde irão com mais duas crianças do projeto que também se classificaram. Sua história de superação continua a inspirar a todos que a acompanham, mostrando que não há limites quando se segue o coração.

Últimas