18.9 C
Criciúma
sábado, junho 15, 2024

VÍDEOS: Máquina de pelúcia em Criciúma é alvo de investigação da polícia

Além disso, a Operação Bicho Impossível tem sete alvos na Grande Florianópolis em shoppings e supermercados

A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Investigação à Lavagem de Dinheiro (DLAV/DEIC) e a Polícia Científica, dando sequência à operação Zoológico 2, deflagraram nesta terça-feira, dia 19, a Operação Bicho Impossível. A ação conta com o apoio das Delegacias de Repressão a Crimes de Informática (DRCI), Delegacia de Defraudações (DD), ambas da DEIC e Núcleo de Inteligência (NINT) de Criciúma.

São sete alvos na Grande Florianópolis em shoppings e supermercados (espaços onde estão alocadas as máquinas) nos municípios de São José, Florianópolis, Santo Amaro da Imperatriz, Palhoça e um em Criciúma. A operação conta com 31 policiais, sendo 16 da Polícia Civil e 15 da Polícia Científica.

Após o deferimento de medida cautelar de sequestro e administração cautelar de empresas, possivelmente utilizadas para a lavagem de capitais, de recursos provenientes da exploração do jogo do bicho, cujo objeto é a exploração de atividade de máquinas de diversão para captura de bichos de pelúcia, a investigação apontou que essas empresas não só eram usadas para dar aparência de licitude ao dinheiro do jogo, mas usadas para cometimento de outros crimes.

Assim, constatada a fraude, além da interrupção da atividade, por ser ilícita, os investigados podem ser responsabilizados não só pela lavagem de capitais, mas também por estelionato e crimes contra as relações de consumo.

Fotos e vídeos:

Vídeos: Divulgação/Polícia Civil

Últimas