12.5 C
Criciúma
quinta-feira, abril 18, 2024

De virada, Tigre se reencontra com a vitória

Após sair perdendo, Criciúma faz 2 a 1 na Ponte Preta, na noite de ontem, no Majestoso e volta a garantir um triunfo, após quatro partidas sem vencer. Equipe está de olho no topo da tabela da Série B do Brasileiro

Tiago Monte

Criciúma

Ufa! O Tricolor Carvoeiro voltou a vencer na Série B do Brasileiro. Na noite desta quarta-feira, após sair perdendo, o Tigre se recuperou e fez 2 a 1 na Ponte Preta no Majestoso. Em um jogo movimentado, o time do interior paulista contou com um erro do zagueiro Rodrigo para fazer 1 a 0 com Eliel. Isso logo aos quatro minutos. Pressionado, o Criciúma cometia erros bobos, no principio da partida. Porém, aos 17 minutos, o dedo do técnico Cláudio Tencati no time deu resultado: Crystopher cobrou escanteio e Rômulo deixou tudo igual: 1 a 1. Os dois jogadores voltaram ao time na partida de ontem. Ainda na primeira etapa, aos 30 minutos, Claudinho fez 2 a 1, em uma jogada que, no primeiro momento, foi anulada pelo bandeirinha, mas, depois, confirmada pelo VAR e pelo árbitro Marcelo de Lima Henrique. Na etapa final, o Tigre sofreu com avanços do adversário, mas se segurou. No final, triunfo carvoeiro.

O Tigre começou a partida ditando o ritmo e buscando o ataque. Entretanto, abusava das bolas longas. Aos três minutos, Rômulo cruzou da esquerda, Fabinho cabeceou no meio, mas Caíque França pegou. Na sequência da jogada, a zaga carvoeira errou, mas Gustavo salvou. Aos quatro minutos, novo erro: Rodrigo falhou na saída de bola, Eliel roubou, invadiu a área e bateu forte, Gustavo tocou, mas a bola entrou: 1 a 0 para a Ponte Preta. A partir daí, o Criciúma se lançou em busca do empate. Aos oito minutos, Fellipe Mateus bateu de fora da área, mas a bola desviou e saiu para escanteio. Na cobrança, Caíque França afastou. Aos 10 minutos, o Criciúma errou mais um passe no meio, Élvis avançou e tocou para Eliel, mas Rodrigo roubou a bola. O Tigre estava nervoso e errava passes faceis na saída de bola e pelo meio. Aos 12 minutos, Fellipe Mateus cobrou escanteio, a zaga desviou e a bola quase entrou. Na sequência, o mesmo camisa 7 cruzou da intermediária, a zaga afastou parcialmente e Crystopher finalizou, na marca do pênalti, mas a bola subiu e saiu. Primeira chance clara de gol desperdiçada pelo Criciúma.

Aos 17 minutos, Fabinho invadiu a área e foi travado por Fábio Sanches. Escanteio. Na cobrança de Crystopher, Rômulo subiu na primeira trave e deixou tudo igual: 1 a 1. Uma jogada com o dedo do técnico Claudio Tencati, que escalou os dois jogadores como titulares para este jogo. Aos 20 minutos, Rodrigo erra, novamente, a saída de bola, André Balada toca para Élvis, que é derrubado. Falta na entrada da grande área. Élvis bateu, a bola beliscou o travessão, no ângulo superior, e saiu. Quase o segundo gol da Ponte Preta. Aos 25 minutos, Fabinho foi lançado pela esquerda e cruzou para Fellipe Mateus que não alcançou, mas o árbitro marcou impedimento. Aos 27 minutos, Fabinho recebeu outro lançamento e foi parado pelo último zagueiro, quando sairia na cara do goleiro da Ponte, mas o bandeirinha marcou impedimento. Porém, o jogador Carvoeiro saiu do próprio campo. Erro do auxiliar.

Aos 30 minutos, Felipe Vizeu foi lançado, em condição legal, avançou em velocidade, desde o meio campo, esperou a saída do goleiro e tocou para Claudinho que, com o gol aberto, faz 2 a 1 para o Tigre. Porém, o bandeirinha deu impedimento. O árbitro Marcelo De Lima Henrique esperou a decisão do VAR e confirmou o gol. Aos 35 minutos, Weverton cruzou da direita e Felipinho cabeceou para fora. Aos 40 minutos, após cruzamento de Crystopher, Felipe Vizeu tentou dar uma bicicleta, mas a bola saiu por cima da trave. O Tigre seguia em busca da ampliação do placar. No final do primeiro tempo, vitória parcial, de virada, do Tigre.

Tricolor sofre para garantir o resultado na etapa final

O Tigre voltou pressionando para a etapa final. Aos dois minutos, Fabinho fez boa jogada pela direita e tocou para Crystopher, na área, mas a finalização bateu na zaga e saiu. O jogo estava aberto, pois a Ponte Preta também buscava o gol. Aos oito minutos, Weverton cruzou para a área, mas Eliel cabeceou mal e a bola saiu. O Criciúma tinha mais posse de bola e dominava as ações da etapa final.

Aos 19 minutos, Claudinho fez grande jogada pela direita e cruzou para Felipe Vizeu que dominou e girou, mas a bola saiu. Fellipe Mateus e Fabinho estavam livres e pediram o passe, mas o camisa 9 preferiu a finalização. Aos 21 minutos, Rômulo foi derrubado por Mateus Silva, na entrada da área. Falta. Fellipe Mateus cobrou para fora. Aos 24 minutos, Mailton foi derrubado pela esquerda. Falta no bico da grande área. A cobrança pegou na barreira. Aos 29 minutos, Arilson cruzou da esquerda e Fabinho apareceu sozinho, na segunda trave, mas perdeu a chance de ampliar. Outra chance desperdiçada.

Aos 31 minutos, Paulo Baya recebeu na entrada da área e bateu forte, mas a bola subiu e saiu. O time do interior paulista avançou a marcação em busca do gol de empate. Aos 34 minutos, Amaral finalizou da intermediária e assustou o goleiro Gustavo. O Tigre não ampliou e sofria com as ameaças do time Campineiro. Aos 37 minutos, Mailton finalizou, no bico da grande área, e Gustavo fez uma grande defesa para evitar o empate. No final, mesmo com sofrimento, o Criciúma voltou a vencer na Série B do Brasileiro.

Campeonato Brasileiro – Série B – 21ª Rodada

Quarta-feira (02/08) – 19 horas – estádio Heriberto Hülse, em Criciúma

CRICIÚMA

Gustavo; Claudinho (Cristovam), Rodrigo, Rayan e Marcelo Hermes; Rômulo (Léo Costa), Arilson (Helder), Crystopher (Miqueias) e Fellipe Mateus; Fabinho e Felipe Vizeu (Éder). Técnico: Cláudio Tencati

PONTE PRETA

Caíque França; Weverton (Luiz Felipe), Mateus Silva, Fábio Sanches e Artur; Felipinho (Amaral), Léo Naldi (Paulo Baya), Ramon e Elvis (Igor Torres); Eliel (Mailton) e André. Técnico: Pintado

Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique; Auxiliares: Renan Aguiar da Costa e José Moracy da Sousa e Silva (trio do CE). VAR: Adriano Milczvski (PR); AVAR: Ciro Chaban Junqueira (DF) e Vayran da Silva Rosa (SC)

GOLS: Rômulo (17/1T) e Claudinho (30/1T) (C); Eliel (4/1T) (P)

Cartões Amarelos: Cristovam e Léo Costa (C); Artur e Felipinho (P)

Cartões Vermelhos: Não houve

Público: 12.864

Renda: R$ 243.560,00

Últimas