23.2 C
Criciúma
sábado, setembro 23, 2023

Setor carbonífero investe em programa de segurança

Apresentação do SafeStart ocorreu na abertura do Seminário da Comissão Interna de Prevenção de Acidente da Mineração

Com o intuito de difundir boas práticas de segurança e de saúde ao trabalhador e preparar os membros das Cipamin’s para atuarem de forma proativa na prevenção de todos os colaboradores da indústria de extração do carvão mineral, iniciou ontem, no auditório do Sindicato da Indústria de Extração de Carvão do Estado de Santa Catarina (Siecesc), a 22ª edição do Seminário da Comissão Interna de Prevenção de Acidente da Mineração (Cipamin).


Além de destacar o uso de equipamentos e das práticas de segurança, a abertura contou com o lançamento do Programa Internacional SafeStart, que visa o lado comportamental na busca por um ambiente de trabalho mais seguro. Conforme Márcio José Cabral, diretor executivo do Siecesc, neste seminário foi pensado em algo diferente para mudar conceitos.


“Pensamos em algo diferente, uma vez que o setor carbonífero é o único que tem uma comissão regional voltada à saúde e segurança, por meio da qual as empresas e os colaboradores são representados. E discutir o assunto com mais seriedade foi o que tomamos como base. Assim, o diretor técnico do Siecesc, Márcio Zanuz, conheceu a proposta, apresentou aos diretores, procuramos a direção do SafeStart no Brasil, e seus representantes, Tiago Alecrim e Mauricio Gonçalves nos convenceram a implementar o programa no setor carbonífero. Lembrando que leva 24 meses, ou seja, dois anos de informações intensificadas, palestras e treinamentos para que o programa esteja funcionando em nosso setor”, explicou Cabral.

Leia a matéria completa na edição desta quinta-feira, dia 27, do jornal impresso Tribuna de Notícias. Ligue para 48 3478-2900 e garanta sua assinatura.

Últimas