12.5 C
Criciúma
domingo, maio 19, 2024

Caravaggio vence e se classifica na Série B do Catarinense

Azulão da Montanha faz 1 a 0 no Carlos Renaux, em Brusque, escapa do rebaixamento e segue para as quartas de final da Série B do Catarinense

Tiago Monte

Brusque

O Carava está garantido na Série B do Catarinense de 2024. Neste domingo, o time de Nova Veneza bateu o Carlos Renaux por 1 a 0 e, de quebra, garantiu a classificação para as quartas de final da competição deste ano. O time de Nova Veneza precisava apenas de um empate para evitar o rebaixamento e seguir na disputa, entretanto, Matheus Freire fez o gol do jogo, aos 15 minutos do primeiro tempo, e garantiu a primeira vitória do clube no ano. O Azulão foi melhor na partida e garantiu o triunfo com alguma tranquilidade, apesar de perder um pênalti, com Alessandro Lucas, na etapa final. Agora, o time de Nova Veneza seguirá para o mata-mata da competição estadual.

O Caravaggio começou o jogo buscando o ataque, com marcação alta. A primeira chance veio em cobrança de falta de Rômulo, mas o goleiro Denison pegou. Aos cinco minutos, Élton entrou bem pela esquerda e bateu forte para a defesa de Léo Lopes, na sobra, a zaga do Carava afastou. Boa chance do Carlos Renaux. Aos 11 minutos, Denison salvou o Carlos Renaux duas vezes: a primeira em um chute forte de Danielzinho, na sobra, o mesmo camisa 11 do Carava cabeceou, mas o goleiro foi no canto e pegou. Incrível o lance do goleiro do time de Brusque. O time de Nova Veneza estava um pouco melhor na partida. Aos 15 minutos, o Carava transformou a superioridade em gol. Após cobrança de escanteio pela esquerda, o capitão Matheus Freire cabeceou firme, na segunda trave, e abriu o placar: 1 a 0 para o Azulão da Montanha.

A partir daí, o Azulão ficou mais tranquilo em campo, enquanto o time da casa forçou no ataque. Aos 33 minutos, Vitor teve boa chance, mas a bola passou perto da trave de Denison e saiu. Aos 35 minutos, Danielzinho avançou pela esquerda e cruzou, mas a zaga do Carlos Renaux afastou. O Caravaggio era melhor em campo e se aproximava do segundo gol. Aos 41 minutos, Guilherme Belão passou por Léo Lopes, mas finalizou na rede pelo lado de fora, em uma bobeira da defesa do Caravaggio.  

Pênalti desperdiçado pelo camisa 10 na etapa final

Os dois times voltaram para a segunda etapa buscando o gol. Aos oito minutos, o zagueiro Pedro Romero deu uma entrada forte em Elyson e foi expulso. O jogador do Carlos Renaux levantou muito o pé, abriu um corte na cabeça do atleta do Caravaggio, que caiu, e a ambulância precisou entrar no gramado para atender o jogador do Azulão da Montanha, que chegou a ficar caído por algum tempo. O juiz Cinésio Mendes Júnior sequer marcou falta e Danielzinho, do Carava, quase marcou o gol na sequência da jogada. A partida ficou parada por mais de três minutos, mas Elyson seguiu em campo.

Aos 15 minutos, Maninho bateu forte, mas a bola saiu pela linha de fundo. Aos 23 minutos, Danielzinho finalizou, mas Denison pegou. Dois minutos depois, o mesmo camisa 11 passou por três adversários e foi derrubado na área por Alyson: pênalti. Alessandro Lucas fez a cobrança e Denison pegou. Desperdiçada a chance do Carava ampliar. Na cobrança de escanteio, Victor errou a finalização e perdeu nova oportunidade.

Aos 41 minutos, Matheus Cândido fez uma grande jogada, pela direita, e finalizou para mais uma grande defesa de Denison. O Caravaggio seguia melhor em campo. Nos minutos finais, o goleiro Leo Lopes brilhou e o Azulão conseguiu administrar a vantagem. O time garantiu a primeira vitória do ano e se mantém na Série B do Catarinense em 2024. Agora, os desafios serão diante do Nação, de Joinville, pelas quartas de final da competição nos dias 30 de julho e 6 de agosto.

Últimas