Professor é investigado por beliscar e amarrar alunos em Jaguaruna

Caso veio à tona após pais de quatro crianças, de 7 e 9 anos, denunciarem as atitudes do educador à polícia

Foto: Google Maps/Divulgação/ND

- PUBLICIDADE -

Um professor, da rede estadual, em Jaguaruna, no Sul catarinense, está sendo investigado pela Polícia Civil por cometer agressões contra alunos dentro de sala de aula. As vítimas teriam 7 e 9 anos.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

De acordo com o delegado Lucas de Sá, responsável pelo caso, foram registrados dois boletins de ocorrência, em julho, contra o educador. No documento, os responsáveis de quatros crianças denunciaram os abusos.

“Segundo os pais, elas disseram que o professor teria algumas atitudes excessivas, no ponto de vista deles, como dar beliscões, tapas e até mesmo de amarrar com fita adesiva alguns alunos na cadeira”, informou o delegado.

Diante das denúncias, a polícia instaurou um termo circunstanciado para apurar a conduta do professor. Ele pode responder pelo crime de maus-tratos ou de submissão da criança e adolescente à situação vexatória, conforme o delegado.

“Nós já ouvimos todos esses pais e algumas testemunhas. No entanto, as crianças não podem ser ouvidas na esfera policial, diante da lei do depoimento especial para evitar a revitimização“, explicou.

A lei estabelece que a criança seja ouvida uma única vez e na esfera judicial. “Estamos aguardando a produção dessa prova [por parte do Judiciário]e o encaminhamento à delegacia para que nós possamos dar prosseguimento”, afirmou.

Professor afastado

A Secretaria de Estado de Educação, em nota, informou que o professor está afastado preventivamente até a conclusão do processo. A data do afastamento não foi divulgada pela pasta, porque o processo ocorre em sigilo.

A secretaria também salientou que está acompanhando de perto o caso e tomando todas as medidas cabíveis para garantir o bem-estar da comunidade escolar.

*Via ND+

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.