Prefeito de SC é preso durante viagem oficial a Brasília

Político é um dos alvos da operação que apura fraude em licitação, corrupção ativa e passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro no setor de coleta e destinação de lixo

Foto: Divulgação/ND

- PUBLICIDADE -

O prefeito Deyvison Souza (MDB), de Pescaria Brava, no Litoral Sul de Santa Catarina, foi preso preventivamente nesta terça-feira (6), durante viagem oficial a Brasília. Ele está detido na Polícia Civil do Estado.

 > Clique e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

A informação foi confirmada, ao ND+, pelo advogado Pierre Vanderlinde. Ele relatou ainda à reportagem que não teve acesso à integra do processo, por isso, não poderia passar mais detalhes da prisão.

Em nota, a Prefeitura de Pescaria Brava, por intermédio do chefe de gabinete, informou que se colocou à disposição das autoridades e forneceu toda a documentação exigida, cooperando na apuração dos fatos.

Deyvison é um dos alvos da operação “Mensageiro” que apura fraude em licitação, corrupção ativa e passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro no setor de coleta e destinação de lixo em mais de 20 municípios de Santa Catarina.

 A megaoperação do Gaeco (Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas) e do GEAC (Grupo Especial Anticorrupção), desencadeada nesta terça-feira, cumpre mais de 100 mandados de prisão e de busca e apreensão no Estado.

 

Veja a lista abaixo

  • Lages;
  • Imaruí;
  • Pescaria Brava;
  • Braço do Norte;
  • Tubarão;
  • Capivari de Baixo;
  • Agrolândia;
  • Imbituba;
  • Ibirama;
  • Presidente Getúlio;
  • Três Barras;
  • Corupá;
  • Itapoá;
  • Schroeder;
  • Guaramirim;
  • Papanduva;
  • Balneário Barra do Sul;
  • Major Vieira;
  • Canoinhas;
  • Bela Vista do Toldo.

Nota da prefeitura

A Prefeitura Municipal de Pescaria Brava/SC, por intermédio de seu Chefe de Gabinete, confirma que foi realizada uma operação na manhã desta terça-feira (06), pelo GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) junto as repartições do Poder Executivo Municipal, assim como em várias outras prefeituras do Estado de Santa Catarina. Desta feita, prezando pela transparência, o Poder Executivo Municipal se colocou a disposição das autoridades, através de seus Secretários Municipais e forneceu toda a documentação exigida, cooperando na apuração dos fatos.

*Via ND+

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.