Narguillé foi causador do incêndio que matou mulher em Brusque

Carvão teria caído sobre sofá e iniciado chamas; Andreza faleceu na madrugada desta terça-feira

Foto: Pixabay

- PUBLICIDADE -

O caso da mulher que morreu na madrugada desta terça-feira, 16, em Joinville, após sofrer queimaduras durante um incêndio em casa, em Brusque, no vale do Itajaí, teve novos desdobramentos. O Corpo de Bombeiros de Brusque informou que o causador do incêndio foi um narguillé.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Segundo a investigação dos Bombeiros, a partir da observação dos escombros e marcas de combustão, foi possível identificar que o incêndio se iniciou na sala de TV da residência.

As evidências mostraram que o narguillé que deu início as chamas estava sobre o sofá da sala.

Um ou alguns dos carvões usados no narguillé caíram sobre o sofá, ainda incandescentes. Os Bombeiros acreditam que a partir disso, as chamas se propagaram rapidamente pela sala e pelos demais cômodos da residência.

Além das chamas e do calor provocado pelo incêndio, o incidente teria causado fuligem e gases tóxicos.

De acordo com os Bombeiros, a mãe e a filha estariam dormindo no momento do incêndio, o que prejudicou o tempo de reação delas.

Foto: Reprodução/Internet

Relembre o caso

No dia 2 de julho, um incêndio tomou conta da casa de Andreza de Souza, de 27 anos, onde ela e sua filha estavam. A filha teve 11% do corpo queimado, enquanto Andreza sofreu queimaduras em 80% do corpo.

Andreza seguia internada na UTI do Hospital de Queimados, em Joinville. Ela estava intubada e em estado grave. Nos últimos dias, ela apresentou piora no quadro clínico.

Na madrugada desta terça-feira, 16, Andreza não resistiu aos ferimentos e faleceu. A filha já recebeu alta hospitalar.

*Via ND+

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.