Bombeiros estimam que 30 pessoas estejam desaparecidas na BR-376

Bombeiros estimam que 30 vítimas estejam desaparecidas

Foto: Divulgação/CBM

- PUBLICIDADE -

O Corpo de Bombeiros do Paraná estima que 30 pessoas estejam desaparecidas após o desabamento de terra na BR-376. Após um grande acumulado de chuvas na região, um alto volume de terra, vegetação e detritos deslizaram sobre as pistas na altura do km 669 na noite de segunda-feira (28). A rodovia está interditada nos dois sentidos e não há previsão para liberação do tráfego. Foram resgatadas com vida seis pessoas e foram confirmados dois óbitos O incidente envolveu 10 veículos de passeio e seis carretas.

 > Clique e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Estão sendo utilizados guinchos, cães treinados e drones com câmera com identificação térmica para encontrar sinais de vida. “Conseguimos avançar na retirada de três veículos e de uma carreta, nessa carreta foi retirado um segundo óbito, essa pessoa foi retirada e já está devidamente no IML na região sul. A dificuldade de hoje é que as previsões para a tarde é de um aumento das chuvas, a área já é de risco e tende com esses chuvas a piorar, mas continuamos lá com a mesma quantidade de efetivo, 54 bombeiros”, informou o Coronel Manoel Vasco, comandante do Corpo de Bombeiros do estado, em entrevista coletiva a imprensa hoje (30).

Foto: Albari Rosa/ AEN

 

Interdição

A Defesa Civil do Paraná informou que os bloqueios na BR-376 são na praça de pedágio em São José dos Pinhais (sentido Santa Catarina), no km 635, e em Garuva (sentido Curitiba), no km 1. São áreas com possibilidade de retorno para que ninguém fique preso na rodovia enquanto a pista não for liberada.

As equipes do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar e da Polícia Científica trabalham ininterruptamente no atendimento à ocorrência, que atingiu o km 669 da rodovia na região da Serra do Mar.

No local, 54 bombeiros militares trabalham em duas frentes, uma ao norte e outra ao sul do local de deslizamento. O objetivo é a atuação em conjunto na busca por vítimas, tentando encontrar vias de acesso sobre a terra ainda encharcada para acessar veículos visíveis.

Pessoas desaparecidas 

Familiares e amigos de pessoas que possam ter desaparecido nesse local podem entrar em contato com a Central de Atendimento da Polícia Científica, pelo telefone (41) 3361-7242. O serviço funciona 24 horas. Além disso, outras informações sobre o evento podem ser obtidas pelo telefone da Centro de Operações Cidade da Polícia – 0800-282-8082.

Desvio

No momento, o único trajeto disponível para acessar o litoral paranaense é pela BR-116, sentido Rio Negro, e seguindo para Joinville antes de retornar ao Paraná, passando por Garuva. O DER/PR recomenda que, caso seja possível, os usuários evitem se deslocar rumo ao litoral paranaense enquanto a situação não é amenizada, uma vez que a previsão de mais chuvas está mantida pelos próximos dias, o que, além de agravar a situação, prejudica os serviços de recuperação das rodovias.

*Via Agência Brasil

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.