Criciúma: SED se pronuncia sobre esfaqueamento em escola

Secretaria de Estado da Educação informa que está apurando as informações sobre o caso ocorrido na noite de sexta-feira no bairro Mina do Mato


- PUBLICIDADE -

Criciúma

A Secretaria de Estado da Educação (SED-SC) se pronunciou sobre o caso da adolescente que foi esfaqueada, na noite de sexta-feira, em uma escola do bairro Mina do Mato, em Criciúma. Em nota, o órgão informou que está apurando as informações e que os profissionais do Núcleo de Atenção e Prevenção à Violência da Escola estarão na escola para fazer o acolhimento dos alunos e reforçar as ações de conscientização contra a violência. A secretaria  ainda reforçou que repudia qualquer ato de violência e trabalha para que as escolas sejam ambientes acolhedores e inclusivos. O caso deve ser investigado pela Polícia Civil.

- PUBLICIDADE -

Na noite de sexta-feira, dia 24, por volta das 21 horas, uma adolescente de 16 anos foi esfaqueada, por outra colega, na escola estadual onde estuda, no bairro Mina do Mato. De acordo com os bombeiros, ela foi atingida no abdômen. A suspeita, que também é adolescente, disse à Polícia Militar que a vítima havia feito e postado um vídeo sobre ela, na internet, e, por isso, houve discussão.

A adolescente ferida foi atendida no local, recebeu oxigênio e foi levada ao Hospital São José de Criciúma.  De acordo com os bombeiros, a menina estava com os sinais vitais instáveis. Ainda não há informações sobre o estado de saúde dela.

De acordo com o relatório da Polícia Militar, que também esteve no local, a suspeita pelo ato disse que foi tirar satisfações sobre o vídeo e a forma como a vítima a tratava na frente dos outros. Foi durante a discussão que a menina levou a facada.

Conforme a PM, a suspeita confessou que levou a faca para a escola dentro na mochila. O objeto foi apreendido e a adolescente encaminhada à delegacia.

Confira abaixo a nota completa da SED-SC:

“A Secretaria de Estado da Educação, por meio da Coordenadoria Regional de Educação de Criciúma, está apurando as informações sobre uma agressão que ocorreu em uma escola no município de Criciúma.

Os profissionais do Núcleo de Atenção e Prevenção à Violência da Escola, incluindo dois psicólogos e dois assistentes sociais na região de Criciúma, estarão na escola na segunda-feira para fazer o acolhimento dos alunos e reforçar as ações conscientização contra a violência junto à comunidade escolar.

A secretaria repudia qualquer ato de violência e trabalha para que as escolas sejam ambientes cada vez mais acolhedores e inclusivos”

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.