Criciúma: DIC finaliza investigação do homicídio de usuário de droga

O suspeito foi interrogado em três ocasiões distintas e na presente data, acompanhado de seu advogado, resolveu confessar a autoria do homicídio

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Na tarde de 24/07/22, um domingo, Gilberto de 29 anos, foi assassinado com duas facadas no abdômen no interior de sua casa localizada no bairro Vila São José, nesta cidade. O homem era usuário crônico de crack, morava sozinho e possuía vários antecedentes policiais, indicando as primeiras informações que a morte poderia ter relação com acerto envolvendo dívida de drogas ou represália pela prática de algum crime sexual.

 > Clique e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Através da investigação realizada pela DHPP – Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa da DIC de Criciúma, embasada com robusta prova pericial produzida pela Polícia Científica, descobriu-se que o homicídio foi praticado por M.M.R., de 39 anos, vizinho e casado com uma prima da vítima.

O suspeito foi interrogado em três ocasiões distintas e na presente data, acompanhado de seu advogado, resolveu confessar a autoria do homicídio, alegando que naquele dia Gilberto havia “mexido” com sua filha de 11 anos de idade, tendo o autor ido até a casa da vítima para conversar sobre o ocorrido, momento no qual o homem se apoderou de uma faca e partiu para cima do autor, que conseguiu se apossar da faca e durante a luta corporal desferiu dois golpes na barriga da vítima, fugindo o autor na sequência, pois ficou muito assustado com a situação.

O Inquérito Policial já havia sido finalizado preteritamente com o indiciamento de M.M.R. como autor do homicídio de Gilberto , sendo agora informado ao Juízo sobre uma possível ocorrência de ação movida por legítima defesa.

Até a presente data foram praticados este ano apenas 06 homicídios na cidade de Criciúma, todos com a autoria delitiva esclarecida e nenhum deles com a utilização de arma de fogo.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.