Siderópolis: vereadoras cobram início dos trabalhos em unidades de saúde

Obras teriam ficado praticamente prontas na administração anterior e ainda não estão em funcionamento

Divulgação

- PUBLICIDADE -

José Adílio
Siderópolis

Através de um pedido de informação protocolado na Câmara, as vereadoras Glaucia Cesa Périco e Janete Trento (MDB) questionaram o Executivo Municipal sobre o início de funcionamento das novas Unidades Básicas de Saúde de Rio Jordão e Dr. Gyrão, no Centro. As vereadoras alegam que as estruturas estão prontas e disponíveis para uso.

- PUBLICIDADE -

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

“As obras foram praticamente concluídas pelo governo anterior, já se passaram um ano
e seis meses e ainda não foram colocadas em uso. No Jordão, mais de 1 mil pessoas estão cadastradas e no Dr. Gyrão, mais de três mil. Queremos conforto tanto para a equipe, quanto para a população, e esperamos uma explicação do governo”, questiona a vereadora Glaucia.

Segundo as vereadoras, a mudança para as novas estruturas irá proporcionar mais comodidade e conforto, já que os antigos prédios estão bem deteriorados. No Rio Jordão, a
antiga estrutura foi cedida pelas entidades para a prefeitura.

Governo
De acordo com a secretária de Saúde de Siderópolis, Janaina Bertan, as unidades de
saúde foram inauguradas pela administração anterior, mas não estavam acabadas. Ontem,
quando a equipe de reportagem do Jornal Tribuna de Notícias entrou em contato, a secretária estava acompanhando os trabalhos na unidade de saúde Dr. Gyrão, no Centro, e
se deslocaria para o Rio Jordão.

Leia a matéria completa na edição desta quinta-feira, 04 do jornal impresso Tribuna de Notícias.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.