Reta final da campanha, entidades reforçam importância do voto regional

Uma mobilização para intensificar a iniciativa junto aos eleitores será promovida neste sábado, na Praça Nereu Ramos

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Na reta final da campanha eleitoral, a Associação Empresarial de Criciúma (Acic), a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Criciúma e o Fórum de Entidades de Criciúma (Forcri) reforçam a importância do voto regional.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Encabeçada pelas entidades e pelos veículos de comunicação da região, a Campanha Vote em Candidatos do Sul foi lançada no início deste mês, com o intuito de ampliar a representatividade política nas diversas esferas. Neste sábado, 1º, as entidades realizarão uma mobilização na Praça Nereu Ramos, das 9h às 13h, para intensificar a importância da iniciativa junto à comunidade.

“As eleições se aproximam e o voto é um importante instrumento de exercício da cidadania, manutenção da democracia e transformação da sociedade. Por isso, reforçamos que todos compareçam às urnas, mesmo aqueles para os quais o voto é facultativo, ou seja, menores de 18 e maiores de 70 anos”, ressalta o presidente da Acic, Valcir José Zanette.

“É fundamental que cada eleitor faça sua opção de modo consciente, com muita seriedade, e escolha candidatos comprometidos com as pautas e demandas do Sul. Candidatos que vivem e conhecem a nossa região. Dessa forma, teremos representatividade para lutar em defesa das pautas da região”, completa Zanette.

O presidente do Forcri, Jairton Manique Barreto, também salienta a importância de escolher candidatos da região nas eleições deste domingo. “Faço um apelo para que toda a população do Sul, especialmente de Criciúma, escolha candidatos locais. Nossa região precisa se desenvolver ainda mais e, para isso, precisamos de uma boa bancada tanto na esfera estadual quanto federal”, defende.

“Não podemos perder representatividade, por isso, o voto em candidatos do Sul é muito importante. Muitas verbas, que são direcionadas às demandas e pleitos da região, chegam por meio dos deputados”, coloca o presidente do Forcri.

“O voto regional é muito importante porque conseguimos eleger candidatos que conhecem as demandas do Sul. Além disso, conseguimos mais verbas para a nossa região, uma vez que estamos defasados quando nos comparamos com outras regiões do Estado, principalmente na área de infraestrutura”, reitera o presidente da CDL de Criciúma, Tiago Marangoni.

“Por isso, precisamos eleger uma bancada que no mínimo seja igual ou superior a que já temos. Precisamos unir forças e mudar a estatística de que a maioria dos eleitores votam em candidatos de fora”, observa Marangoni.

Pleitos da classe empresarial

A Acic, a CDL de Criciúma, a Regional Sul da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) e o Forcri também lançaram um documento com as demandas da classe empresarial aos candidatos às eleições de 2022. Os pleitos contemplam diferentes áreas e foram elencados a partir de sugestões captadas e organizadas pelas entidades empresariais.

Os pleitos elencados na área de infraestrutura contemplam questões como o fornecimento de gás natural e energia elétrica; melhorias na malha viária e nos modais de transporte.

Na educação, a qualificação dos profissionais, a reestruturação das escolas públicas e o combate à evasão escolar fazem parte das prioridades. Na saúde, o fortalecimento da rede hospitalar, a ampliação do número de leitos de UTI, o reajuste da Tabela SUS e a garantia de continuidade do serviço aeromédico estão entre os principais pleitos.

 As entidades também defendem a Reforma Administrativa, a Reforma Tributária, a reestruturação das Polícias Civil e Militar, investimentos no turismo integrado, entre outras ações, projetos e obras.

Imagem: Divulgação
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.