Nacional: NOVO oficializa candidatura de Felipe d’Avila à Presidência

Foto: Vitor Liasch

- PUBLICIDADE -

A candidatura de Felipe d’ Avila à Presidência da República pelo NOVO foi oficializada na tarde deste sábado (30), em um dos maiores eventos já realizados pelo partido, em São Paulo. Em seu discurso, D´Avila reforçou que o Brasil não merece a polarização e não merece escolher o menor pior mais uma vez. “O brasileiro não vai às urnas pensando em ressuscitar o pesadelo do passado e nem a tortura do presente”, afirmou. “O brasileiro vai votar na esperança, em quem vai melhorar a vida deles, gerar renda pra pagar os boletos que chegam todos os meses”, declarou.

Em tom crítico às ameaças à democracia, ele destacou que um governo que preza a democracia não tolera a miséria extrema e a fome de 33 milhões de brasileiros, nem desvia milhões dos cofres públicos. “Nós vamos conseguir erradicar a pobreza extrema do Brasil em quatro anos”, anunciou.

- PUBLICIDADE -

D’ Avila disse, ainda, que o Brasil precisa de educação de qualidade para gerar igualdade de oportunidades. “O Brasil está cansado de oportunistas que só pensam nas próximas eleições e não nas próximas gerações”, afirmou.

D’Avila também citou que o pleito de 2022 marca o bicentenário da Independência do Brasil. “Nesta eleição, o Brasil tem uma escolha a fazer. Se vai honrar os 200 anos de independência, da defesa da liberdade, da democracia, da igualdade de oportunidade para todos, da retomada do crescimento econômico ou se vai votar no menos pior de novo. Nós não vamos conseguir explicar para nossos filhos e netos o nosso ato vergonhoso de ceder o comando do país a pessoas que não têm compromisso com o combate à corrupção, com a volta do crescimento econômico, com um Brasil mais justo, com um Brasil da diversidade, que tem uma riqueza ambiental que está sendo desmatada. Com um Brasil que precisa de mais educação para criar igualdade de oportunidade. Essa é a nossa meta.”

O candidato a vice, Tiago Mitraud, lembrou da polarização na eleição estadual de Minas em 2018, que colocavam a disputa entre o então governador e um ex-governador, e na qual Zema aparecia com apenas 2% das intenções de votos três meses antes do pleito.

“Não sei se vocês tem reparado, alguns nomes têm ficado pelo caminho nesta disputa, só ontem (29) foram dois. Tenho certeza que assim como Romeu Zema conseguiu mostrar, dia após dia, que aquele que, até em julho de 2018, estava em último lugar nas pesquisas, mas tinha as melhores ideias, o melhor currículo, a história mais ilibada e, principalmente, um projeto de verdade para o nosso estado, podia passar na frente de todos os outros e vencer aquelas eleições e salvar Minas daquela polarização que estava devastando nosso estado.O nosso país pode e vai encontrar o caminho da prosperidade porque temos simplesmente o melhor candidato a presidente da República das eleições deste ano.”

O presidente do partido, Eduardo Ribeiro, disse que o NOVO tem a melhor bancada de deputados federais do Brasil; a única que se manteve ao longo da legislatura. “Se isso não é coerência não sei o que é coerência”, disse.

“O NOVO é a última alternativa para melhoramos a política e as instituições. Vamos para a rua nessa campanha defender a nossa bandeira. Temos total condição de dobrar nossa bancada, reeleger o governador Zema e eleger o governador de São Paulo, Vinicius Poit, e Felipe d’ Avila”, disse. “Turbulências fazem parte do processo político, mas a resiliência é a mais bela da virtude e as pessoas que estão aqui hoje entendem isso e sabem as condições que temos de chegar lá”, afirmou.

Em sua fala, Zema lembrou que valores que norteiam o partido Novo e, consequentemente, os seus quatro anos de governo. “Estamos todos subordinados a valores inegociáveis. O primeiro, ética. Não teve escândalo de corrupção no meu governo. O segundo, transparência. Nosso governo ficou em segundo lugar no Índice de Transparência e Governança Pública da Transparência Internacional. E sabemos que precisamos de pessoas competentes para levar adiante todas essas propostas que os idealizadores do partido fizeram lá atrás”, afirmou.

Cerca de 800 pessoas, entre filiados e apoiadores, estavam presentes e mais de 300 acompanharam a transmissão online. No evento, que contou com a presença do governador Romeu Zema, de Minas Gerais, também foram oficializadas as candidaturas de Vinicius Poit ao governo de São Paulo e Doris Alves (vice), de Ricardo Mellão ao Senado e da chapa de 63 pré-candidatos a deputado federal e 61 a deputado estadual. Esta é a maior nominata de pré-candidatos da história do NOVO.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.