Maracajá: Prefeito recebe empresa interessada na distribuição de água

Na oportunidade, a empresa apresentou um projeto de concessão do Serviços Municipais de Água e Esgoto (SAAEs)

Foto: divulgação

- PUBLICIDADE -

O prefeito Anibal Brambila, acompanhado da secretária de Administração e Finanças, Rejane Pereira, do presidente do Legislativo, Rodrigo Xavier, e dos vereadores Matias e Pita, receberam na última quinta-feira, 17, a visita de representantes da empresa Duane do Brasil S/A, que atua na exploração dos serviços de água e esgotamento sanitário.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Na oportunidade, a empresa apresentou um projeto de concessão do Serviços Municipais de Água e Esgoto (SAAEs). A missão da empresa, segundo eles, é melhorar o fornecimento de água, modernizar os serviços de atendimento ao cliente e implantar o sistema de coleta e tratamento de esgoto.

O prefeito Brambila avaliou positivamente a reunião e relatou que a Administração está aberta à negociação. “Queremos que a empresa que assumir a distribuição de água em nosso município seja comprometida, pois essa falta de água constante não pode acontecer. Água é serviço essencial. Com isso, vamos avaliar a melhor proposta”, disse.

Sem contrato

A Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (CASAN) é a atual fornecedora de água ao município de Maracajá. O contrato já está vencido e não pode ser renovado devido a instituição do chamado “Novo Marco Regulatório do Saneamento” (Lei Federal 14.026, de 15 de julho de 2020) que altera as regras para a prestação de serviços no setor.

Atualmente em Maracajá, a CASAN fornece água e cobra taxas, e o município não recebe nada de retorno. O contrato garante que o município seja beneficiado, seja através de melhorias de infraestrutura ou de saneamento.

Com estas mudanças, acabou impedido a renovação deste contrato com a CASAN até o momento.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.