Governo de Morro da Fumaça autoriza ACIMF a utilizar espaços públicos

Projeto que beneficia a Associação Empresarial foi encaminhado para passar pela aprovação da Câmara

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Para auxiliar a recém-criada Associação Empresarial de Morro da Fumaça (ACIMF), o Governo Municipal protocolou o projeto de lei nº 029/2022, que autoriza a entidade a utilizar os espaços públicos do município. A proposição foi encaminhada para passar pela aprovação da Câmara de Vereadores.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

“É de suma importância o apoio do poder público para darmos o start na associação, principalmente para termos melhores condições de agilizarmos o trâmite burocrático na abertura de novas empresas. Também reduzirá os nossos custos neste início de trabalho, já que precisaríamos alugar uma sala e gastar com o mobiliário”, afirma Gustavo Vilpert, presidente da ACIMF.

Oficializada há dois meses, a criação de uma associação empresarial do município era uma das bandeiras defendidas pelo atual Administração Municipal, que mantém o foco de alavancar o desenvolvimento econômico neste segundo mandato. Com ações que fomentem a geração de emprego e renda, a expectativa é atrair até 2024 R$ 300 milhões em investimentos do setor privado ao município.

“A cidade está prestes a receber uma grande movimentação econômica com as áreas industriais I e II, a formulação de um Plano de Desenvolvimento Econômico, a disponibilização de cursos profissionalizantes, técnicos, de graduação e pós-graduação, além da desburocratização dos sistemas da prefeitura. Todos os empreendedores são bem-vindos aqui”, salienta o vice-prefeito Eduardo Sartor Guollo, coordenador do programa Desenvolve Morro da Fumaça.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.