Câmara Municipal de Criciúma diploma os novos vereadores mirins

Foram diplomados os 17 vereadores mirins e seus suplentes, além da dona da vaga inclusiva Helena Ferrazzo Outeiro

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Em cerimônia realizada no plenário da Câmara Municipal de Criciúma, na tarde desta quarta-feira, 23, foram diplomados os 17 vereadores mirins e seus suplentes, além da dona da vaga inclusiva Helena Ferrazzo Outeiro.

O nome de Helena ficou conhecido nesta semana, quando a escola que chegou em primeiro lugar (das 25 participantes), o Colégio Unesc, a indicou para completar o quadro dos jovens parlamentares que ocuparão as cadeiras do legislativo por dois anos.

- PUBLICIDADE -

“Tempo que vai servir para despertar um interesse ainda maior pela política em cada um deles”, lembra a presidente Roseli De Lucca (PSDB), acrescentando que, desta edição, podem surgir importantes lideranças criciumenses.

“E estamos ansiosos para envolvê-los nas atividades. Queremos apresentar o poder legislativo para eles e o funcionamento da nossa cidade”, conta o vereador coordenador do projeto, Juarez de Jesus (PSD). “Eles vão entender, sobretudo, que precisam trabalhar com o coração, ouvindo as pessoas, as representando e suprindo as suas necessidades. Estes pequenos vão aprender a política do bem”, prevê.

Prestigiados – com a galeria do plenário lotada, a diplomação também contou com a presença de Júlio Kaminski (PSDB), Salésio Lima (PSD), Nícola Martins (PSDB) e Tia Cidy (Avante).

Próximos passos – a capacitação dos 18 vereadores titulares acontece nesta sexta-feira (25), das 13 às 19 horas, no plenário da Câmara e será conduzida por representantes da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). Já a posse, de acordo com a coordenadora técnica, Juliana Ronsoni, fica para o início de 2023, quando reiniciam as atividades parlamentares e escolares.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.