Assistência Social pedem regionalização dos serviços a Alta Complexidade

A entrega do documento foi feita pelos membros do Colegiado de Assistência Social ao Secretário de Estado do Desenvolvimento Social (SDS) João Batista Costa e a diretora da SDS, Luciane dos Passos, durante o encontro do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social de Santa Catarina (Coegemas/Sc), em Indaial.


- PUBLICIDADE -

Os secretários de Assistência Social da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC) pediram ao Governo do Estado de Santa Catarina, por meio de ofício, a regionalização dos serviços de alta complexidade. A entrega do documento foi feita pelos membros do Colegiado de Assistência Social ao Secretário de Estado do Desenvolvimento Social (SDS) João Batista Costa e a diretora da SDS, Luciane dos Passos, durante o encontro do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social de Santa Catarina (Coegemas/Sc), em Indaial.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Conforme o presidente do Colegiado da AMREC e secretario da Secretaria de Assistência Social e Habitação de Criciúma, Bruno Ferreira, se o pedido for acolhido, os serviços de acolhimento de mulher em situação de violência com risco, acolhimento de pessoas com deficiência, por meio de residências inclusivas, Instituição de Longa Permanecia para Idosos (ILPIS), instituições de acolhimento de adolescentes e abrigo institucional par pessoas em situação de rua, passariam a ser regional.

“O serviços de instituições de acolhimento, principalmente nos casos de adolescentes, os municípios pequenos têm dificuldades e encaminham para os municípios maiores”, afirma Bruno.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.