Vereador quer serviço de motolância em Criciúma

Ideia é de agilizar os atendimentos, dando suporte ao Samu

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Thiago Oliveira/Tribuna de Notícias
Criciúma

Na hora de salvar vida, cada segundo pode fazer a diferença. E é com o objetivo de garantir mais agilidade aos atendimentos, que o vereador Juarez de Jesus (PSD) levou à Câmara de Criciúma, um requerimento, questionando a possibilidade de aquisição de motocicletas e a realização de curso de capacitação para os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), para implantação da “motolância” na cidade.

- PUBLICIDADE -

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

Diferente do que o nome possa parecer, com uma referência à ambulância, o serviço não seria utilizado no transporte de passageiros, mas sim, que seja o responsável pelo primeiro atendimento às vítimas de acidentes ou outras ocorrências, prestando suporte ao Samu. “O serviço de urgência e emergência também passaria aser realizado pelos socorristas,por meio de motocicletas para dar agilidade e rapidez aos atendimentos de urgência e emergência, diminuindo o tempo de atendimento e risco de complicações”, destaca o vereador.

O requerimento, enviado à Secretaria de Saúde do Município, foi aprovado por unanimidade pelos vereadores. “Na últimasexta-feira, conversando com um amigo, ele me questionou se eu conhecia a motolância. E comecei a pesquisar e vi que existe em váriosmunicípios esse trabalho. Eu, particularmente, achei espetacular. E fiz uma postagem nas minhasredes sociais, perguntando para os meus seguidores oque eles achavam dessaproposta e todos comentaram, inclusive profissionais. Falaram que o tempo de resposta em Criciúma passa de 10 minutos. E isso vai diminuir o tempo de internação hospitalar”, destaca Juarez.

Exemplo de Balneário Camboriú

O serviço já tem sido realizado em diversas cidades do país. No Estado, o exemplo vem de Balneário Camboriú, que começou as atividades na última semana, e inspirou outro parlamentar.

O vereador Jair Alexandre (PL) revelou que na última semana, já tinha a intenção de fazer um requerimento, pedindo algum tipo de estudo na área. “Funciona muito bem em Balneário Camboriú. E vivemos em um município com o trânsito complicado, principalmente em horários de pico. Aambulância tem o desejo de chegar rápido, mas o trânsito impede. E o deslocamento da motocicleta é rápido. Em Balneário Camboriú, veio através de uma emenda parlamentar. E aqui poderia acontecer também. Nohorário de pico é difícil pelo trânsito, e o atendimento ocorre muitas vezes neste horário”, afirmou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.