Trecho da SC-443 cheio de buracos põe em risco segurança no trânsito

Problema é percebido em toda a extensão da rodovia, no trajeto entre Criciúma, Içara e Morro da Fumaça

Foto: Nilton Alves/TN

- PUBLICIDADE -

Gustavo Milioli
Criciúma/Morro da Fumaça/Içara

Não é de hoje que está difícil trafegar pela SC-443, no trecho entre Criciúma e Morro da Fumaça. Com a rodovia estadual repleta de buracos dos dois lados da via, os motoristas precisam redobrar a atenção para evitar complicações. Porém, a situação está ainda pior em um ponto em específico. Na Vila Selinger, no limite entre Criciúm e Içara, os buracos se transformaram em crateras, e os moradores colocaram uma placa para alertar o perigo.

- PUBLICIDADE -

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

O problema está em uma curva em “S”, onde os condutores precisam escolher entre
cair nas “bacias” ou desviar pelo sentido oposto e correr o risco de causar um acidente.
“Os buracos não são novidade por aqui, mas essa situação piorou demais no último mês.
Essa curva é um palco anunciado para tragédias”, dispara o criciumense Emerson Espíndola, morador das margens da rodovia.

Validade mínima
Os 17 quilômetros do trecho costumam receber intervenções paliativas da Secretaria de
Estado Infraestrutura e Mobilidade. As operações tapa-buraco, geralmente, têm um prazo
de validade de um mês, até os mesmos problemas voltarem a dar as caras. “Eles vêm, colocam uma camada nos buracos, mas a solução não dura muito tempo. Sem algo definitivo, será sempre essa mesma novela, com a sujeira sendo jogada para baixo do tapete”, completa Espíndola, que costuma presenciar diversos acidentes de trânsito nas redondezas de casa. “Só em uma semana eu contei dez carros que tiveram pneu furado”, comenta.

Leia a matéria completa na edição desta terça-feira, 09 do jornal impresso Tribuna de Notícias.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.