Siderópolis: SC-445 passará por manutenção

Após solicitação de vereador, equipe de infraestrutura do Estado garante que rodovia, em Siderópolis, receberá atenção especial


- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Siderópolis

- PUBLICIDADE -

A situação da rodovia SC-445, em Siderópolis, preocupa a população há algum tempo. Em função do estado calamitoso do asfalto, o vereador Pedro Valcir de Souza (PP) solicitou melhoras na rodovia, durante a sessão da Câmara, na última segunda-feira. A reportagem percorreu o trecho, na tarde de ontem, e confirmou as reclamações levantadas pelo político. A rodovia apresenta deformidades em toda a extensão, principalmente no trecho sideropolitano. “Foi feito um tapa buraco, que solicitei, há um mês, mas é um paliativo, que não resolve. Em função das chuvas, que aconteceram recentemente, os buracos estão todos abertos novamente”, corrobora o vereador.

Preocupado com a situação, Pedro Valcir conversou com o Coordenador Regional Sul da Secretaria de Infraestrutura do Estado (SIE), Gustavo Taufenbach, para encaminhar uma solução. “Ele (Gustavo) me informou que foi feito um contrato novo, onde não será mais feito um paliativo e, sim, um trabalho de revitalização da via para eliminar as deformações”, pontua o vereador.

A situação ruim da rodovia se arrasta há bastante tempo. “Que eu estou lembrado tem mais de seis anos que não é feita uma revitalização. Apenas esses tapa-buracos. São paliativos, que pouco ajudam. Chove e volta tudo. Esperamos que a rodovia seja recuperada”, destaca Pedro Valcir.

Agora, as deformações da pista serão totalmente eliminadas. “Vai ser feito um recorte no asfalto. A revitalização mesmo. Não é um tapa-buraco, que não resolve nada”, pontua o vereador.

*A matéria completa está no TN desta quinta-feira

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.