Siderópolis: lei visa coleta de dados sobre autistas no município

Assunto foi tema de roda de conversa na Prefeitura


- PUBLICIDADE -

No Dia Mundial da Conscientização do Autismo, o Governo Municipal de Siderópolis relembra a lei sancionada em novembro do ano passado, que autorizou a criação do censo de inclusão das pessoas diagnosticadas com Transtorno Espectro Autista (TEA), de autoria das vereadoras Jadna de Cassia Rodrigues (PSDB) e Glaucia Perico (MDB).

Na prática, a lei cria segmentos responsáveis pela coleta de informações sobre autistas no município, com a finalidade de ter um banco de dados, que identifique quantos autistas têm no município, onde estão localizados e qual o nível de autismo.

- PUBLICIDADE -

Nessa sexta-feira, dia 1º de abril, uma roda de conversa com o prefeito Franqui Salvaro e o vice-prefeito Adriano Teixeira, reuniu representantes da Onda Autista – um movimento de nível nacional – as vereadoras autoras do projeto, mães de autistas, secretários municipais, membros das secretarias, a presidente de honra da Afabess, Cristiane Salvaro e a vice-presidente de honra da Afabess, Marta Canto Teixeira.

“Com a lei sancionada é necessário ter essa mobilização que envolva todos os segmentos para que de fato o projeto funcione. Temos alunos na rede de ensino municipal que são autistas e as informações que temos é que este número vem aumentando”, afirmou o prefeito Franqui Salvaro.

Uma reunião está prevista para as próximas semanas para o início da coleta de informações para posteriormente ser efetivado o banco de dados.

“A Onda Autista tem dado um novo significado para nós, significado que nos passa informações sobre o autismo e também sobre políticas públicas que possam incluir as pessoas com TEA, e na tarde de ontem conversamos para que possamos cada dia mais trabalhar em prol da inclusão, inclusive dos autistas. Agora é fazer a lei sancionada acontecer”, afirmou a vereadora Jadna.

Na oportunidade, o movimento Onda Autista apresentou alguns projetos também voltados para autistas.

“Sobre a sanção da lei do censo autista fiquei muito feliz com esta conquista, é um caminho difícil, mas com um passo de cada vez e, apoio, conseguiremos. Agradeço o convite de participar como mãe autista e todo o empenho dos envolvidos nesta causa”, disse a mãe Aline Oliveira.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.