Rac Saneamento e Racli Limpeza Urbana são recertificadas

As certificações foram implantadas com o principal objetivo de tornar os processos mais eficientes, ajudando a garantir a qualidade dos produtos e dos serviços, contribuindo com o meio ambiente

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

O Grupo RAC (que é composto pelas empresas RAC Saneamento e RACLI Limpeza Urbana) recebeu a recertificação da ISO 9.001 e ISO 14.001. As certificações foram implantadas com o principal objetivo de tornar os processos mais eficientes, ajudando a garantir a qualidade dos produtos e dos serviços, contribuindo com o meio ambiente.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

“A ISO 9001 e ISO 14001 são normas internacionais. A ISO 9001 define diretrizes relacionadas a qualidade e a ISO 14001 define sobre o sistema de gestão ambiental. A RAC e a RACLI já possuem essas duas certificações desde 2017. Vale inclusive ressaltar que as empresas possuem a certificação ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 na versão mais atualizada”, explica a engenheira química do Grupo RAC, Juliani Conti Martins Dominguini.

A Auditoria Externa foi realizada no mês de agosto nas empresas. “As certificações fortalecem as diretrizes de qualidade do serviço prestado e os controles e ações ambientais. Salientamos o compromisso com a excelência ambiental, mantendo todos os serviços operacionais devidamente planejados e plenamente executados, possibilitando resultados que atendem todas as normas técnicas e legislações em vigor. Todos esses serviços são desenvolvidos objetivando operar um processo contínuo de melhoria, frente a um empreendimento de relevância sanitária, ambiental e de saúde pública”, aponta a engenheira.

Foto: Divulgação
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.