Polícia Militar de Criciúma participa do programa “Meu Lar Protetivo”

A ação é uma iniciativa da Prefeitura Municipal em parceria com o Ministério Público de Santa Catarina e Rede Catarina de Proteção à Mulher

Foto: Divulgação/PM

- PUBLICIDADE -

A Polícia Militar de Criciúma  participou do programa “Meu Lar Protetivo”, que foi lançado na manhã desta segunda-feira, dia 21, e contou com a participação do comandante do 6º CRPM, Tenente-Coronel Vilson Schlickmann Sperfeld. A ação é uma iniciativa da Prefeitura Municipal em parceria com o Ministério Público de Santa Catarina e Rede Catarina de Proteção à Mulher.

 > Clique e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

O projeto tem como principal objetivo orientar os adolescentes sobre a violência doméstica, não só física, mas também psicológica, sexual, patrimonial e moral. Para que os estudantes saibam identificar esses tipos de agressões, principalmente em casa, e sejam os protetores do lar.

“A Rede Catarina já palestrou em cinco escolas da rede municipal. Falamos sobre a violência doméstica e alertamos as meninas que estão entrando na fase da adolescência e pré-adolescência. Orientamos sobre o que é a violência doméstica, que não consiste só na violência física”, explicou a policial militar da Rede Catarina de Criciúma, soldado Martina De Brida.

De acordo com a soldado, o encontro acontece com as turmas do 5º ano e cada órgão participante -Ministério Público de Santa Catarina, Rede Catarina de Proteção à Mulher, Centro de Referência de Assistência Social (Cras)- palestra por aproximadamente 20 minutos.

Um projeto semelhante da Polícia Militar, denominado “Protetores do Lar”, será implantado nas escolas de Criciúma. A proposta da iniciativa é reduzir os casos de violência doméstica o por meio de ações socioeducativas com estudantes do ensino médio, as quais envolvem policiais, psicólogas e advogadas.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.