Mariscos impróprios para pesca e consumo em Arroio do Silva

A contaminação foi relatada no dia 25 de fevereiro, após detecção de toxina diarréica em moluscos bivalves

Foto: Divulgação / Prefeitura de Arroio do Silva

- PUBLICIDADE -

O consumo e a pesca de mariscos devem continuar sendo evitados em Balneário Arroio do Silva. Uma nova coleta para análise de moluscos contaminados foi solicitada pela Diretoria de Vigilância Sanitária do Estado de Santa Catarina (DIVS).

No entanto, o órgão público afirma não ter data definida para o procedimento. A contaminação foi relatada no dia 25 de fevereiro, após detecção de toxina diarréica em moluscos bivalves.

- PUBLICIDADE -

A situação ganhou repercussão depois que um posto de saúde do município registrou dois casos de moradores afetados por intoxicação alimentar, mediante ao consumo de mariscos.
A Vigilância Epidemiológica do município fez a coleta do fruto do mar e encaminhou ao Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (Lacen).

Alerta

Em nota técnica emitida pela DIVS há quase dois meses, a população foi alertada sobre o consumo do marisco fosse evitado, até a realização de uma nova inspeção. A Companhia Integrada Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), foi informada sobre a situação, mesmo não sendo responsável pelo monitoramento da área.

“O motivo é a chamada maré vermelha, um acúmulo de microalgas que podem ter toxinas”, explicou José Henrique Oliveira, coordenador Regional da Cidasc de Criciúma.
A DIVS, pontuou que as análises são de responsabilidade do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Rogério Ferreira Junior, Secretário de Saúde de Balneário Arroio do Silva, acrescentou que o Estado orientou manter o alerta até a divulgação do próximo resultado.

“Os sintomas são cólica intestinal, vômito e diarréia. Se qualquer pessoa consumir e sentir esses desconfortos, precisa procure um posto de saúde”, aconselhou Júnior.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.