Internacional: Papa Francisco pede “trégua pascal”

Ele também saudou os peruanos, que passam por tensão social

Foto> Guglielmo Mangiapane/Reuters/Agência Brasil

- PUBLICIDADE -

O papa Francisco pediu hoje (10), ao final da missa do Domingo de Ramos, antes do Angelus na Praça São Pedro, uma trégua pascal na guerra para se chegar à paz.

“Deponham-se as armas, se inicie uma trégua pascal, mas não para recarregar as armas e retomar o combate, não! Uma trégua para se chegar à paz, através de uma verdadeira negociação, disponível também a qualquer sacrifício pelo bem das pessoas”.

- PUBLICIDADE -

Para o pontífice, nada é impossível a Deus, inclusive fazer cessar uma guerra da qual não se vê o fim. “Uma guerra que, todos os dias, nos coloca diante dos olhos massacres hediondos e atrozes crueldades realizados contra civis inermes [indefesos}”.

O chefe da Igreja Católica perguntou à Rússia: de que servirá levantar uma bandeira de vitória entre escombros?

Antes da oração mariana, Francisco saudou os peregrinos procedentes de vários países e quem acompanhou a cerimônia pelos meios de comunicação.

Em especial, saudou o povo do Peru que, segundo ele, está atravessando um difícil momento de tensão social.

Francisco garantiu sua oração e pediu que todas as partes encontrem, o mais rápido possível, uma solução pacífica pelo bem do país.

As informações são da Agência Brasil.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.