Içara: Santuário celebra cinco anos com a Festa da Misericórdia

Pela manhã, o bispo da Diocese de Criciúma, Dom Jacinto Inacio Flach, abençoou as novas obras no complexo religioso, entre elas, o novo asfalto de acesso ao santuário, o velário recém construído e um parque infantil.

Fotos: Pascom Santuário SCMJ/Divulgação

- PUBLICIDADE -

A “Festa da Misericórdia”, instituída por São João Paulo II quando papa, no primeiro domingo após a Páscoa, completa 5 anos de realização no Santuário Diocesano do Sagrado Coração Misericordioso de Jesus, em Içara. Para celebrar a data, oito dias de atividades marcaram a semana que se encerra neste domingo, dia 24, com missa celebrada pelo padre Antônio Maria.

Pela manhã, o bispo da Diocese de Criciúma, Dom Jacinto Inacio Flach, abençoou as novas obras no complexo religioso, entre elas, o novo asfalto de acesso ao santuário, o velário recém construído e um parque infantil. Com a participação do Apostolado da Oração e centenas de fiéis, a Santa Missa foi presidida pelo bispo diocesano, e concelebrada pelos padres Antônio Vander, Jonas Emerim Velho, Guilherme Bada, Marciel da Silva, Antônio Madeira e Bento Zilli.

- PUBLICIDADE -

“Não existe nada melhor do que crermos que o nosso Deus é infinitamente misericordioso com a humanidade” destacou Dom Jacinto em sua homília. Para o epíscopo, é preciso testemunhar e anunciar a misericórdia. “A paz está no meio de nós, nos tocou e deve ser anunciada”.

Devoção à Divina Misericórdia

“Desejo que a festa da Misericórdia seja refúgio e abrigo para todas as almas, especialmente para os pecadores”, disse Jesus ao aparecer a Santa Faustina Kowalska, revelando a ela a festa que a Igreja celebra neste segundo domingo da Páscoa.

A festa da Divina Misericórdia foi instituída por São João Paulo II, com o decreto emitido pela Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, em 23 de maio de 2000. Seu nome oficial é “Segundo Domingo da Páscoa ou Divina Misericórdia”.

Papa Francisco destaca o perdão

“Nada pode ser como antes para quem experimenta a alegria de Deus”, disse o Papa Francisco na homilia da missa celebrada na Basílica de São Pedro, neste Domingo da Divina Misericórdia. A cerimônia foi presidida pelo presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, Dom Rino Fisichella. “Sim, a alegria de Deus é uma alegria que nasce do perdão e que traz paz, uma alegria que eleva sem humilhar”, explicou o Santo Padre.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.