Criciúma incentiva o plantio de árvores frutíferas nas escolas

Ação é em alusão ao 'Dia da Árvore' e a 'Semana ODS na Prática', visando promover a preservação ambiental e mostrar a importância que as árvores representam na natureza

Foto:s Patrick Stüpp

- PUBLICIDADE -

Para incentivar o plantio de árvores nas escolas de Criciúma e promover a educação ambiental para as crianças do município, a Diretoria de Meio Ambiente de Criciúma (DMACRI) durante esta semana está entregando uma muda frutífera, uma carta e um folheto em alusão ao ‘Dia da Árvore’ e a ‘Semana ODS na Prática’. A ação visa promover a preservação ambiental e mostrar a importância que as árvores representam para a natureza em todas as escolas do município.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

De acordo com o coordenador de Educação Ambiental, Eduardo Luzzi Damassini, a árvore frutífera, a carta e o folheto informativo serão entregues em 150 escolas. As atividades iniciaram na segunda-feira (26) e irão até sexta-feira (30), sendo os dias que compreendem a ‘Semana ODS na Prática’.

“Realizamos esse projeto porque a diretoria é signatária do Movimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que contribui para a proteção do meio ambiente e do clima. Como resultado, são ações realizadas para ajudar na sustentabilidade do município e divulgar, ainda mais, esse movimento que só tem crescido em Criciúma e em toda região da Amrec e Amesc”, ponderou.

Além disso, conforme o coordenador, a arborização do município e o incentivo a conscientização ambiental são alguns dos principais objetivos da diretoria, e essas contribuições nas escolas ajudam as crianças a aprenderem e serem conscientes para cuidarem e preservarem as árvores presentes no meio ambiente. “Esta ação que está acontecendo essa semana se chama ‘Plantando o futuro’ que faz parte do projeto ‘Arborização no município’, onde os objetivos são a conscientização, preservação e o cuidado com o meio ambiente para contribuir na adoção de novos hábitos mais sustentáveis para o desenvolvimento das crianças”, pontuou.

Conscientização ambiental nas escolas

O estudante Davi Pereira Moreira afirma que plantar uma muda frutífera e cuidar dela é importante por causa dos animais que precisam delas para viver. “Cuidar da nossa natureza é muito legal, porque é ela que promove o ar e nós precisamos muito dele para sobreviver”, contou.

Além disso, a estudante Maria Clara Feijó Borges, também ressalta que plantar uma mudinha é essencial porque ela melhora o ar para a respiração e floresce o ambiente em que foi plantada. “É importante proteger o meio ambiente para não aumentar a poluição e deixar tudo mais limpinho para a gente”, comentou.

Para a professora Reinert Siqueira essas ações, que são trazidas de fora para as escolas, ampliam os trabalhos que antes já eram realizados e ensinados nas redes de ensino para as crianças, se tornando uma forma de construção de cidadãos. “A partir do momento que o aluno aprende a levar da escola esses ensinamos para a família e para outras pessoas, acaba ampliando os horizontes de todos. Assim, com o conhecimento do ecossistema e o aprendizado nas salas de aula, elas são ensinadas a conviverem entre elas, com nós professores e, principalmente, com o próprio meio ambiente”, enfatizou.

Construção de hábitos saudáveis

Segundo a diretora de Meio Ambiente, Anequésselen Bitencourt Fortunato, todos os trabalhos que a diretoria realiza tem o intuito de ensinar e mostrar para as crianças os benefícios que o meio ambiente proporciona, e como viver de forma mais saudável. Basicamente, ensinando elas a fazerem o que gostam sem prejudicar a natureza.

“Alguns exemplos são: não desperdiçar água deixando a torneira aberta escorrendo, usar somente o necessário, fazer a reciclagem para não utilizarmos os recursos da natureza novamente e entre outras ações. Desse modo, a adoção desses novos hábitos mais saudáveis mesmo que não parecendo eficazes aos olhos e ao dia a dia, fazem uma grande diferença tanto para todos nós quanto para o meio ambiente em que vivemos”, concluiu.

fotos: Patrick Stüpp

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.