Criciúma: com aumento de casos, atendimentos eletivos são suspensos

Atendimentos eletivos são suspensos nas UBSs de Criciúma devido ao aumento do número de casos de Covid-19 na cidade; decisão é temporária, para suprir atendimentos de pacientes com sintomas respiratórios; todas as consultas serão reagendadas

Foto: Arquivo/Decom

- PUBLICIDADE -

Os atendimentos eletivos realizados nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Criciúma estão suspensos a partir dessa segunda-feira, 24. A decisão foi tomada em reunião na última sexta-feira, 21, pela Secretaria Municipal de Saúde, devido ao aumento de casos de Covid-19 no município. “Com a explosão de casos, a procura de pacientes sintomáticos nas unidades cresceu muito nas últimas semanas, de forma que não é mais possível absorver todos os atendimentos na rede de atenção básica. Por isso estamos suspendendo os atendimentos eletivos, incluindo os já agendados, temporariamente”, explicou o secretário de Saúde, Acélio Casagrande.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

O secretário reforça que os atendimentos médicos de urgência e emergência serão mantidos, bem como a assistência às gestantes, puérperas, crianças e aos crônicos descompensados. Também serão mantidos nas unidades, os procedimentos de enfermagem, dispensa de medicação e vacinação. “A mudança ocorrerá em relação aos atendimentos médicos, que, com exceção de urgências, vão ser voltados apenas aos pacientes com sintomas respiratórios”, ressaltou.

Atendimento remoto

Segundo o secretário, o serviço de TeleCovid, que foi retomado na última semana, não foi suficiente para suprir a demanda de atendimentos. “Estamos com uma média diária que supera os dois mil atendimentos e muitos que ainda ficam na fila. Ampliamos a equipe, mas a demanda segue subindo e a população precisa ter um suporte. Por isso, nesse momento, além do atendimento via WhatsApp, a população poderá procurar as unidades, com garantia de atendimento.

No entanto, algumas unidades enfrentam problemas com a falta de profissionais, que estão afastados também por conta da Covid-19. Nessas unidades, o atendimento aos pacientes com sintomas respiratórios será direcionado para o TeleCovid. “As unidades de saúde que estão sem profissionais médicos estão orientadas a direcionar o paciente para a ferramenta remota. Já para atendimentos de urgência e emergência, o paciente deverá ser encaminhado para a unidade de saúde mais próxima com médico disponível, mediante contato prévio com a equipe de enfermagem”, informou.

Vacinação

A vacinação contra a Covid-19, além da aplicação de outras vacinas do calendário vacinal, segue sendo realizada normalmente nas unidades com sala de vacina aberta. A orientação é para que a população entre em contato previamente com a sua unidade de saúde para confirmar se há vacinação no local, já que algumas unidades estão com profissionais afastados.

Pedimos a compreensão da população para essas mudanças que precisam ser aplicadas nos próximos dias. Estamos vivendo um novo pico da doença e precisamos concentrar esforços para garantir o atendimento de todos”, completou o secretário.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.