Criciúma: Com alerta de vento e frio, governo define medidas preventivas

Esforços reúnem setores como Defesa Civil, Diretoria de Meio Ambiente, Secretaria de Infraestrutura e Secretaria de Assistência Social

Foto: Ana De Mattia

- PUBLICIDADE -

Com previsão de baixas temperaturas para os próximos dias, o Governo de Criciúma está reunindo esforços e atuando na redução de riscos. Em uma reunião realizada na noite desta segunda-feira, 16, o prefeito Clésio Salvaro definiu medidas preventivas junto à Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, Diretoria de Meio Ambiente, Secretaria de Infraestrutura e Celesc. Além disso, a Secretaria de Assistência Social vai atuar no atendimento aos moradores em situação de rua. “Estamos em alerta para o que está por vir, mas preparados para o melhor atendimento à população, sempre pensando em minimizar os danos”, ressaltou o prefeito Clésio Salvaro.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Uma das ações preventivas é a poda de árvores, realizada em conjunto pela Defesa Civil, Diretoria de Meio Ambiente e Celesc. Os trabalhos começaram a ser realizados na manhã desta terça-feira, 17, na área central da cidade. “Começamos pelas praças da área Central, por onde transitam muitas pessoas ao longo do dia. A previsão é de que a região registre rajadas de até 70 km/h nas próximas horas e, por isso, esse trabalho é importante para evitar situações de risco”, explicou o diretor Fred Gomes. Segundo ele, as equipes envolvidas nos trabalhos de prevenção estão em comunicação constante por conta da possibilidade de ventos fortes.

Preocupação com o frio

Com o registro de temperaturas mais baixas, a Secretaria de Assistência Social do Município também atua no atendimento à população. As equipes vão realizar, pelos próximos dias, uma busca ativa para encaminhar pessoas em situação de vulnerabilidade para os equipamentos do Município. “Temos a Casa de Passagem, por exemplo, que é um espaço de acolhimento fundamental nesse momento, e dará o suporte para a população que precisa de um abrigo”, reforçou o secretário de Assistência Social e Habitação, Bruno Ferreira.

A orientação é para que a população esteja atenta nos próximos dias. O atendimento por telefone está concentrado na Defesa Civil, que fará o direcionamento para os outros órgãos. Além do 199, o atendimento pode ser feito, também, por meio do telefone (48) 99162 9006.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.