Criciúma: Castração nos bairros já atendeu mais de 300 animais

Ação realizada pelo Núcleo de Bem Estar Animal, procura conscientizar os cuidados e saúde dos animais, evitando o aumento de cães abandonados no município

Foto: Divulgação/Decom

- PUBLICIDADE -

A ação dos mutirões de castração nos bairros do Município, realizada pelo Núcleo de Bem Estar Animal (NBEA), já soma mais de 300 animais castrados. Os mutirões de castrações fazem parte do projeto ‘Castração é a solução’ e iniciaram durante o mês de agosto, estando em atividade há um mês e meio no município. O foco da ação é conscientizar sobre os cuidados e saúde dos animais, além de evitar o aumento de cães abandonados em Criciúma.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

“Essa é uma ação que está dando resultado, porque estamos conseguindo diminuir a questão do abandono de animais na cidade. Basicamente, muitas pessoas não fazem a castração desses animais e, infelizmente, abandonam eles em diversos bairros da cidade. Projetos assim fazem a diferença no município e na vida de cada um desses animais, diminuindo as chances de acabarem morrendo nas ruas”, pontuou o secretário de Saúde de Criciúma, Arleu da Silveira.

De acordo com o coordenador do Núcleo de Bem Estar Animal, Christophe Maximiano de Lima, o projeto teve início e foi pensado, justamente, para aqueles moradores que não conseguem ou não possuem condições de levar os seus animais para a castração. “Nosso foco foi trazer essa facilidade para a vida dessas pessoas. Assim, contribuímos tanto aos moradores do município quanto à vida e saúde desses animais”, frisou.

As ações de castrações acontecem em todas as semanas, durante as quintas e sextas-feiras, sendo castrados em média entre 40 e 50 animais por mutirão. “Durante os mutirões castramos, principalmente, animais de rua. Desse modo, estamos com uma taxa de 60% de animais de rua castrados”, destacou Maximiano. Segundo o coordenador, o mutirão de castração desta semana acontecerá no bairro Pedro Zanivan.

Como as castrações são realizadas?

Para as castrações serem realizadas, o coordenador explica que o presidente de cada bairro deve entrar em contado com o Núcleo de Bem Estar Animal, para depois ser agendado o dia do mutirão e ser realizado o cadastro de cada animal que será castrado. “Geralmente, chegamos por volta das 7h nos bairros, para levarmos com segurança os cães e gatos em nosso carro para a clínica licitada realizar as castrações”, afirmou.

Posteriormente os animais são levados, novamente, com segurança aos bairros e recebem a medicação pós-operatória. “Depois de um período de dez dias nós voltamos e realizamos a última etapa na nossa ação, com a retirada dos pontos dos animais que foram castrados”, pontuou.

Próximas ações de castração

As próximas ações de castrações já estão definidas e acontecerão nos seguintes dias e bairros:

– 22/09 e 23/09: bairro Pedro Zanivan

– 29/09 e 30/09: bairro Nossa Senhora da Salete

– 06/10 e 07/10: bairro no Operária Nova

– 13/10 e 14/10: bairro Anita Garibaldi

– 20/10 e 21/10: loteamento Girassóis

– 27/10 e 28/10: bairro Moradas do Sol

– 03/11 e 04/11: bairro Vila Floresta II

– 10/11 e 11/11: bairro São Marcos

– 17/11 e 18/11: bairro São Roque

– 24/11 e 25/11: bairro Verdinho

– 01/12 e 02/12: bairro Renascer

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.