Criciúma: Acic visita escolas do município

Visita às escolas ocorreu na manhã desta segunda-feira, 16, com a presença do prefeito Clésio Salvaro

Foto: divulgação

- PUBLICIDADE -

Conhecer a estrutura e os principais projetos da Secretaria Municipal de Educação foi o objetivo da visita de um grupo de empresários, liderado pelo presidente da Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Valcir José Zanette, a escolas da rede pública, na manhã desta segunda-feira, 16.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

A convite da Administração Municipal, os empresários conheceram as escolas Antônio Milanez Netto, Filho do Mineiro e Luiz Lazzarin. Um dos projetos apresentados foi o Clube Jovem Empreendedor, que iniciará nesta semana. Participarão do projeto cerca de 320 alunos do nono ano do Ensino Fundamental, de 23 escolas, com aulas uma vez por semana, no contraturno escolar.

“Nosso intuito foi apresentar para a Associação Empresarial as escolas do município, para que os empresários conheçam de onde saem aqueles que irão ser os seus próximos colaboradores. Temos nas escolas aulas de robótica, de empreendedorismo, de maker, o curso de inglês, por meio de uma plataforma, e essa conexão entre empresários e escola é fundamental”, ressalta o prefeito Municipal, Clésio Salvaro.

Integração entre escolas e empresas

O Projeto Clube Jovem Empreendedor prevê visita dos empresários nas escolas e vice-versa. “É um movimento onde todos ganham, o Município e aqueles que empreendem na nossa cidade, trazendo a experiência da empresa para dentro da escola, e levar os alunos para as empresas é o sonho de qualquer prefeito. Estou muito feliz em contar com a parceria da Acic, e com essa visita para que os empresários conhecessem um pouco da Educação do Município. Estamos nos espelhando muito no que fez Medellín, para se transformar em uma das cidades mais empreendedoras do mundo. Nós também podemos chegar lá”, destaca o prefeito.

O secretário Municipal de Educação, Miri Dagostim, também enaltece a importância das atividades desenvolvidas pelo Município para preparar os alunos para o mercado de trabalho. “A vivência do empresário no dia a dia das escolas vocaciona cada vez mais o nosso aluno. As ações do Governo, como as aulas de robótica, de empreendedorismo e de educação financeira, preparam os estudantes para o futuro, para que eles sejam cidadãos competitivos e possam, com certeza, contribuir com o desenvolvimento da nossa cidade”, coloca.

“Precisamos de pessoas que tenham habilidades como a inovação, o comprometimento e essas habilidades serão desenvolvidas neste projeto de empreendedorismo. Realizamos uma capacitação com os professores, que vão se reunir ao longo do ano com os estudantes. É fundamental esse apoio das empresas para que possamos atingir nosso objetivo de entregar um cidadão que realmente fará a diferença na nossa cidade”, ressalta a coordenadora dos clubes de Matemática, Astronomia e do Jovem Empreendedor, Karine Luiz Calegari Mrotskoski.

Mão de obra qualificada

O presidente da Acic, Valcir José Zanette, parabeniza a atuação da Prefeitura e salienta a importância de movimentos e projetos como esses, que contribuam com a formação de mão de obra.

“Gostamos muito do que vimos, foi além das nossas expectativas. Presenciamos muita empolgação, motivação, entusiasmo e envolvimento. A Administração Pública tem feito um grande trabalho nos últimos anos, pensando e agindo como realmente precisa ser. Nossa gestão está baseada em eixos, e um deles está voltado à Educação. O grupo de trabalho formado por diretores tem discutido a Educação Básica e a Profissionalizante e uma das demandas apontadas é justamente a falta de mão de obra qualificada, e especialmente na área da tecnologia”, explana o presidente da Acic.

“Reforçamos a importância da união entre a Administração Pública, escolas e empresas. Cada um fazendo a sua parte. Entendemos que a Prefeitura Municipal também pode ir além da Educação Básica, contribuindo ainda mais com a formação desses alunos”, pontua.

Conforme Zanette, uma pesquisa para guiar ações na área educacional foi realizada e será divulgada em breve.  Um dos pontos avaliados na pesquisa aponta que 8,8% das pessoas entre 16 e 24 anos não trabalham e nem estudam na cidade. Nacionalmente, o índice gira em torno de 29% a 34%, e no Estado chega a 15%.

“Temos algo a comemorar, mas precisamos continuar avançando. Temos uma janela de oportunidades para que as pessoas se qualifiquem, por conta dessa necessidade de mão de obra. Todas as ações que conferimos, aqui como as aulas de robótica, empreendedorismo, do ponto de vista pedagógico é muito inovador”, avalia o diretor da Acic, Carlos Antônio Ferreira.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.