Concorrência pública busca empresas interessadas em Morro da Fumaça

Conselho de Desenvolvimento Econômico autorizou a abertura do edital nesta sexta-feira

Foto: divulgação

- PUBLICIDADE -

Em reunião realizada na tarde desta sexta-feira, 13, o Conselho de Desenvolvimento Econômico de Morro da Fumaça autorizou a abertura do chamamento público para a concessão de novos terrenos a empresas na área industrial I. O edital, com os 11 lotes disponíveis, será publicado na próxima semana.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

De acordo com Eduardo Sartor Guollo, vice-prefeito e coordenador do programa Desenvolve Morro da Fumaça, esta é mais uma iniciativa para atrair novos investimentos para a cidade. “Estamos atuando ao lado do Conselho para criar condições de buscar novas empresas. Nossa meta é atrair R$ 300 milhões de investimentos da iniciativa privada nos próximos cinco anos, e com isso gerar emprego, renda, e aumentar a arrecadação do município”, destaca.

Nesta semana foi protocolado o Projeto de Lei para a concessão do terreno à primeira empresa interessada em se instalar na área industrial construída pelo Governo Municipal. A chegada da indústria do segmento químico, agora, depende da aprovação do Legislativo. Os vereadores participaram da reunião desta sexta-feira para conhecer a iniciativa.

“Estamos vivendo um novo momento, num processo construído a várias mãos. Fico feliz de coordenar ao lado do prefeito Noi Coral esta caminhada prestes ao município completar 60 anos de história. O poder público vai continuar fazendo a sua parte, fomentando o desenvolvimento, capacitando mão de obra e gerando emprego e renda para os fumacenses”, completa o vice-prefeito.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.