Catarinense terá encontro com o Papa

Filha de criciumense, Ana Beatriz Kleinübing participa, a partir de hoje, de evento que discute a mudança dos modelos econômicos mundiais


- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Roma/Itália

- PUBLICIDADE -

De hoje até sábado, a estudante do curso de Direito da Universidade Regional de Blumenau (FURB), Ana Beatriz Kleinübing, participará do The Economy of Francesco (Economia de Francisco), um evento promovido pelo Papa Francisco, que reúne jovens de vários países para discutirem e compartilharem ideias, buscando mudar os modelos econômicos atuais e um futuro mais justo e inclusivo.

Moradora de Blumenau, Ana é filha de uma criciumense e representará a cidade do Vale do Itajaí no movimento que acontece em Assis, na Itália. O grande momento do evento será no sábado, quando o Papa Francisco estará no local para conhecer os participantes. “Estou muito ansiosa. O evento deveria ter acontecido em 2020, mas foi adiado por conta da pandemia. Participei da seleção em 2019 e fui escolhida. Há três anos penso no momento de encontrar o Papa. Vai ser único. Jamais imaginei que teria essa possibilidade”, conta a jovem de 20 anos, que atendeu a reportagem, na tarde de ontem, direto de Roma, onde estava antes de se deslocar para a cidade do evento.

Ana ficou sabendo do evento por acaso, através de uma postagem de um tio em um grupo de WhatsApp da família dela. “Ele mandou um link com a notícia, mais a título de informação mesmo. E meu pai sempre foi muito devoto de São Francisco. Então, me incentivou a participar da seleção. E eu resolvi tentar. Mandei meu currículo e todas as informações necessárias. E Deu certo. Fui escolhida”, detalha Ana.

Pacto será assinado ao final do encontro           

Em 2019, o Papa Francisco publicou uma carta chamando jovens universitários, empreendedores e agentes de mudança em suas comunidades para “dar alma à economia mundial” e ajudar a pensar nos seus próximos passos, repensando os modelos atuais de uma forma que possibilite um desenvolvimento mais sustentável para o futuro e que inclua a todos.

Foram selecionados via processo seletivo cerca de 2.000 jovens vindos de 120 países. O Brasil tem a segunda maior delegação do evento, com 100 brasileiros selecionados, e está atrás apenas da Itália. O objetivo é reunir em Assis jovens do mundo todo para que possam trocar experiências, participar de discussões, seminários, workshops para, além repensarem essa nova economia, aprenderem como colocá-la em prática nas suas comunidades e no seu dia a dia, nas suas empresas, universidades.“Estaremos espalhados pela cidade de Assis, em alguns momentos com palestras gerais para todos, em outros divididos em “vilas” temáticas, momentos de reflexão, rodas de conversa e reuniões menores, espaços de fala desenvolvidos pelos próprios participantes, inclusive um que estamos organizando com todos os juristas do evento, para tratar sobre Direito e Economia”, conta Ana.

Ao final do evento, um pacto será assinado pelos participantes para dar sequência ao desenvolvimento das iniciativas. “Será importante manter contato com as pessoas, até mesmo para o meu futuro profissional. Meu TCC está sendo feito com um tema que tem a ver com o encontro. Será muito proveitoso para mim”, finaliza Ana.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.