Carcaças de tartarugas e de baleia são retiradas de praia em Araranguá

Restos mortais das espécies foram enterrados no município para que ocorra o processo natural de esqueletização

Foto: Prefeitura de Araranguá/Divulgação/ND

- PUBLICIDADE -

Equipes da Prefeitura de Araranguá, no Sul catarinense, e do projeto Educamar retiraram nesse sábado, 13, carcaças de animais marinhos que surgiram na orla do município.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Conforme apurado, tratavam-se de duas tartarugas-de-couro, que é a maior espécie de tartaruga-marinha dos oceanos, além de uma tartaruga-cabeçuda e uma baleia.

Na oportunidade, a Educamar, instituição que atua no resgate, pesquisa e monitoramento de animais marinhos, realizou a coleta de sangue e tecidos das espécies.

Posteriormente, os animais foram enterrados por razões de salubridade pública. Os locais de sepultamento foram marcados com georreferenciamento, para que, após o processo natural de esqueletização, os ossos possam ser resgatados pela equipe e, possivelmente, organizados em um museu.

As espécies encontradas incluíam duas tartarugas-de-couro, que é a maior espécie de tartaruga-marinha dos oceanos, cuja preservação está em perigo crítico. A causa da morte dos animais ainda é investigada.

Foto: Prefeitura de Araranguá/Divulgação/ND
Foto: Prefeitura de Araranguá/Divulgação/ND
 *Via ND+
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.