Brasileiro investe 30% do salário mínimo em tênis da Nike

Pesquisa aponta preço de um tênis da marca ao redor do mundo


- PUBLICIDADE -

Criciúma

Se exercitar é um grande desafio para a rotina dos brasileiros, principalmente quando não se tem o tênis certo para o momento. Tendo em mente que os modelos mais indicados costumam ser considerados os mais caros, uma pesquisa reuniu informações sobre o valor médio de um tênis de corrida da Nike.

- PUBLICIDADE -

Uma das marcas de vestuário mais populares em todo o mundo, a Nike está no top 5 de marcas com produtos esportivos de boa qualidade ao compilar conforto, resistência, flexibilidade e estilo em um único item – e o valor do par, é claro, corresponde ao investimento da fabricação.

Realizada pela companhia internacional de dados Numbeo, no início do segundo semestre de 2022, uma pesquisa global apontou que o Brasil aparece na 76ª posição no ranking do tênis de corrida da Nike mais caro do mundo, onde os brasileiros precisam desembolsar em torno de R$361,58 pelo produto de marca.

Apesar dos inúmeros benefícios relacionados à marca, infelizmente o valor do produto acaba sendo considerado de médio a alto padrão para os brasileiros, que em sua maioria não conseguem investir devido ao baixo salário.

Levando em consideração que um brasileiro ganha o salário mínimo de R$1.212 (IBGE), a plataforma de descontos calculou esse número com o preço médio do tênis no país e registrou que essa pessoa teria que pagar cerca de 29,83% do salário mensal pelo item de marca.

Apresentando um ranking com mais de 100 países presentes , o estudo mostrou que o Irã é a nação que paga mais caro por um par de Nike, onde os cidadãos precisam desembolsar em média R$1028,05 na compra. Islândia e Líbano ocupam o segundo e terceiro lugares, cobrando R$788,14 e R$659,91 respectivamente, pelo mesmo produto.

Filtrando essa lista para visualizar os 9 países da América Latina apresentados no levantamento, o Brasil aparece dessa vez em 5º lugar, ficando atrás da Argentina, Uruguai, Equador e Bolívia.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.