Acadêmicos da Unesc são destaque no Startup Weekend

Alunos contribuíram com ideias inovadoras ao longo do evento

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Mais de 50 horas de muito trabalho para conceber, validar e apresentar modelos de negócios inovadores, integrados com plataformas tecnológicas. Pouco tempo para um processo tão intenso, mas que acadêmicos da Unesc tiraram de letra e estiveram entre os destaques. A maratona integrou mais uma edição do Startup Weekend, que teve a Universidade como uma das apoiadoras.

Nestas horas de intensa atividade diversos times se formaram com o objetivo de apresentar a uma banca de profissionais experientes de diversos segmentos um modelo de negócio com características de uma Startup: escalável e repetível. Foram mais de dez startups concebidas, que propuseram modelos de negócio para os mais variados segmentos de mercado e, ao final, a proposta da ArtBlue foi a vencedora.

- PUBLICIDADE -

Entre os membros da equipe, estava o acadêmico do curso de Administração em Comércio Exterior da Unesc, André Kaufmann da Luz, de 22 anos. Ele conta que a equipe foi essencial em tudo e que o processo gira em torno das pessoas e não das ideias. “Ter uma equipe forte e diversificada fez toda a diferença”, relata.

André ajudou a criar um aplicativo de aprendizado para autistas de nível leve e moderado com a utilização de metodologias de jogos e desenhos. “A gente auxilia na aprendizagem básica do autista. Eu fiquei mais com a parte da negociação e contato com clientes, mas todos fizeram de tudo”, diz.

Inclusão

O sentimento pós-vitória, conforme ele, “está sendo uma loucura”. “É uma sensação indescritível. Pessoas do meio que eu respeito vindo nos parabenizar. É uma experiência maravilhosa, porém mais maravilhoso é a inclusão que o nosso projeto busca levar para a comunidade”, completa o universitário que participou do Startup Weekend pela segunda vez.

Também acadêmico de Administração na Unesc, Wesleen dos Santos participou do time da Idrink, relacionada à diminuição de filas e otimização dos processos de atendimentos para o segmento de bares e restaurantes. Além destes, os acadêmicos Tiago Furlan e Gabriel Brigido, ambos do 6º semestre, também estiveram presentes no desenvolvimento de modelos de negócios.

Respectivamente, os alunos estiveram envolvidos com as Startups “Git Hubs” e “Talentos do Brasil”, responsáveis pela gestão e otimização de contratos empresariais e pela facilitação da relação entre olheiros e atletas que buscam inserção em equipes profissionais de futebol.

Além dos estudantes, o coordenador Adjunto dos cursos de Administração e Administração – Comércio Exterior, professor Thiago Francisco, participou do evento na condição de mentor, recebendo, ao final das 54 horas, o reconhecimento como destaque da equipe de Mentores.

Participação valida

Também participante do evento, a acadêmica de Design, Tainara Vaz Franco Fraga, de 31 anos, destaca que a presença foi válida. “Eu não imaginava a proporção que era uma startup, até então quando me inscrevi não sabia o que era realmente uma startup. Acho válido que todos os alunos e futuros empreendedores participem desse evento, pois o grau de conhecimento e ensino que você extrai disso é muito grande e amplia a tua mente em algo que você nem imagina. Eu não achei que era capaz de conseguirmos tirar uma ideia do papel, validar e apresentar e ainda ser um dos ganhadores em menos de três dias. Claro que para isso dar certo tivemos que ficar em cima do projeto quase 24 horas praticamente e tendo muito suporte dos mentores. A atenção que eles davam para nós compartilhando seus conhecimentos, foi crucial para nós”, destacou.

A ideia da equipe de Tainara era de criar uma plataforma que melhorasse o atendimento em pubs e eventos. “Enxergamos a dor e vimos que a consequência desses lugares eram filas grandes e demoradas para a compra de consumação. Assim desenvolvemos um aplicativo que amenizasse toda essa frustação, principalmente para o dono do estabelecimento, conseguindo assim melhorar a experiência do ambiente para seus clientes. Minha participação foi contribuir com pesquisas diretas com empresários presencialmente e por meio de redes sociais, nas quais conseguimos validação. Desenvolvi a identidade da marca e um ‘mockup’ de um produto que estamos pensando em pôr em prática futuramente. Estou muito grata por tudo que essa equipe me proporcionou, pois também com eles eu aprendi muita coisa. Foi um final de semana incrível e indico a todos a participarem dos próximos eventos da Startup Weekend. Só indo para entender o que realmente é todo esse sentimento”, salienta.

Experiência incrível

Outra acadêmica do curso de Design que esteve presente no Startup Weekend foi Bruna Matos Estevam, de 24 anos. “A equipe se formou naturalmente, pois todos achamos a ideia de criar um aplicativo que evitasse fila em eventos e estabelecimentos noturnos interessante, já que é algo que vivenciamos com frequência aqui na região. Tínhamos na equipe pessoas da área criativa, técnica e negócios. A Tainara e eu representamos o curso de Design da Unesc e em pouco tempo entramos em sintonia, já que tínhamos um objetivo bem alinhado e bastante experiência no campo para o qual íamos desenvolver o aplicativo”, relata.

Participando pela primeira vez, Bruna descreve a experiência como “incrível”. “A princípio, como foi a minha primeira participação em um evento relacionado a startups, eu não sabia o que esperar. No máximo imaginei que teríamos palestras e apresentação de cases, mas chegando lá, a partir da definição das equipes e ideias, foi tudo botar a mão na massa. Assim aprendemos muito, aplicamos diretamente as ferramentas apresentadas pelos mentores em nosso produto e expandimos nossas percepções quanto a tudo! São muitos aprendizados que consigo ver aplicados em todas áreas do Design e também na minha carreira”, pontua.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.