Sem tempo para respirar, Tigre visita o Guarani

A maratona do Criciúma continua, desta vez pela Série B do Catarinense, hoje, a partir das 15 horas, em Palhoça. Time busca a liderança geral da fase classificatória, que dará vantagem na etapas eliminatórias

Foto: Celso da Luz/ Assessoria de imprensa Criciúma E.C.

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Palhoça

- PUBLICIDADE -

Não há tempo para descansar. Após a vitória de segunda-feira, diante do CSA, o Tricolor Carvoeiro volta a campo hoje, mas desta vez pela Segundona do Estadual. O adversário é o Guarani, de Palhoça, a partir das 15 horas, no Renato Silveira. A partida é muito importante para as duas equipes. Em caso de vitória, o Tigre pode encaminhar o primeiro lugar geral da competição, já para o Guarani, os três pontos ajudam na corrida contra o rebaixamento. “Sabemos da dificuldade do campeonato, que conta com equipes muito qualificadas. A equipe do Guarani, obviamente, vai fazer de tudo para não rebaixar. Nós temos que entrar ligados. Sabemos do nosso compromisso e da responsabilidade que a equipe tem. Vamos fazer de tudo para ganhar a partida e chegar ao topo da tabela”, diz o zagueiro Kadu Ribeiro, que deve ser titular no jogo de hoje.

A partida deve ser tensa e desperta atenção dos atletas carvoeiros. “Essa partida nos exige bastante atenção. Com certeza, a equipe deles virá para buscar um resultado positivo, mas precisamos ter tranquilidade. Temos que procurar fazer o nosso trabalho e ter bastante atenção nos detalhes. Será uma partida de detalhes”, reforça Kadu.

Mesmo com o adversário em má fase, Kadu evita o clima de “já ganhou” para o Criciúma. “Claro que todos os jogos, a gente entra com pensamento de vencer. Obviamente que sempre com respeito aos adversários, mas esse é o nosso pensamento. Temos objetivos claros: o acesso para a elite do futebol catarinense. Precisamos cumprir o nosso papel”, ressalta.

Motivação para jogar a disputa catarinense

Após ser titular da equipe que disputa a Série B do Brasileiro, Kadu Ribeiro perdeu espaço – principalmente após o pênalti cometido contra o Vasco – e atuará na competição Estadual. Ele acredita no rodízio que é realizado pelo técnico Cláudio Tencati. “Em relação a isso, eu estou tranquilo. Pelo fato da Série B do Brasileiro ter bastantes jogos, o treinador acaba optando por fazer um rodízio, principalmente na parte defensiva. É muito importante para não ter desgaste e perder atletas. Estamos jogando duas competições muito importantes, então o treinador acaba fazendo esse rodízio. Aconteceu comigo: estreei no Catarinense e depois joguei no Brasileiro. Aconteceu também com o Bocanegra que, recentemente, teve a oportunidade no Catarinense e depois jogou no Brasileiro. É algo normal”, reflete.

Kadu diz que os jogadores mais cansados são poupados no momento certo pela comissão técnica. “Temos jogadores de qualidade e o treinador opta por esse rodízio, que é algo importante para o grupo que acaba minimizando as lesões. Os jogadores que estão mais cansados acabam sendo poupados no momento certo”, enfatiza.

O jogador avalia como positiva as atuações que têm com o manto carvoeiro. “Na minha opinião, tive boas atuações. No momento que eu recebi a minha primeira oportunidade, no Catarinense, fiz uma boa estreia e vencemos uma partida fora de casa. No Brasileiro, também tive boas atuações e consegui corresponder. Tive uma evolução, juntamente com a equipe. Avalio as minhas atuações como boas”, ressalta.

Kadu enfatiza o objetivo principal do Criciúma nesta temporada. “O nosso pensamento é sempre de colocar o Criciúma no topo das duas competições. Isso que temos feito e vamos continuar nessa pegada para conquistar as vitórias e os objetivos”, finaliza.

Campeonato Catarinense – Série B – 8ª Rodada

27/07 – 15 horas – estádio Renato Silveira, em Palhoça

GUARANI

Jonathan Aguiar; Gustavo Alexandre, Pedro Libardoni, Pavani e André Carlot; Heryck Vieira, Kendy e Juninho; Bruno Henrique, Brayan Krüger e João Gabriel. Técnico: Luis Carlos Cruz

CRICIÚMA

Alisson; Claudinho (Marcos Serrato), Kadu Ribeiro, Zé Marcos e Guilherme Silva; Léo Costa, Renan Areias e Alexandre Tam; Gui Azevedo, Eduardo Melo e Lucas Xavier (Lucas Poletto). Técnico: Cláudio Tencati

Arbitragem: Diego da Costa Cidral; Auxiliares: Diogo Berndt e Hector Andrew Lisboa Jacques

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.