Seleções poderão convocar 26 jogadores para a Copa do Mundo

Fifa confirmou mudanças para a Copa do Mundo nesta quinta-feira; também há novidades na lista de pré-convocados e número de jogadores no banco de reservas

Foto: Pixabay

- PUBLICIDADE -

A Fifa confirmou nesta quinta-feira, 23, que as 32 seleções poderão convocar 26 jogadores para a Copa do Mundo de 2022, no Catar. Até a última edição do torneio, apenas 23 jogadores podiam ser convocados.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Além da possibilidade de convocar três novos atletas, a outra novidade no Mundial do Catar é que as equipes poderão levar 15 jogadores para o banco de reservas, anteriormente, o máximo era de 12 atletas.

Esta novidade precisou ser aprovada na Ifab (International Board), responsável pelo regramento do esporte.

A entidade máxima do futebol também comunicou que somente 11 integrantes da comissão técnica poderão ficar no banco de reservas durantes as partidas, sendo um deles obrigatoriamente um médico.

Pré-lista para a Copa do Mundo

Outra novidade divulgada é o aumento da pré-lista de convocados para a Copa do Mundo. As seleções poderão colocar 55 nomes nesta pré-lista, anteriormente a obrigação era de 35.

A Fifa também determinou a data limite para que os jogadores convocados façam seu último jogo por clubes. De acordo com a entidade, 23 dos 26 atletas terão até o dia 13 de novembro para atuar em suas ligas.

Entenda as mudanças

No início de abril, durante congresso da Fifa em Doha, capital do Catar, os técnicos das seleções confirmadas no Mundial conversaram sobre o aumento do número de convocados e se mostraram favoráveis às mudanças.

Técnico da seleção brasileira, Tite chegou a confirmar que gostava da ideia durante entrevista à TNT Sports.

As cinco substituições, que passaram a ser adotadas após a volta do futebol em meio à pandemia da Covid-19 em 2020, também estão mantidas. As mudanças seguem valendo apenas em três paralisações. Em caso de prorrogação, mais uma janela será aberta.

Seleção brasileira mantém liderança do ranking de seleções da Fifa

Faltando pouco menos de cinco meses para o início do Mundial do Catar, a seleção brasileira permanece na liderança do ranking de seleções da Fifa, cuja nova versão foi divulgada nesta quinta-feira, 23, após o final das Eliminatórias para a Copa do Mundo e a disputa de amistosos internacionais e de partidas de competições como a Liga das Nações.

Três meses após ter conquistado a ponta da classificação, a equipe de Tite ampliou a vantagem sobre a vice-líder Bélgica. A terceira posição passa a ser ocupada pela Argentina do craque Lionel Messi, que conquistou a Finalíssima (confronto entre campeões da Copa América e da Eurocopa) ao derrotar a Itália por 3 a 1 no início do mês.

Fechando o Top 10 aparecem a atual campeã mundial França, na quarta posição, a Inglaterra, na quinta, a Espanha, na sexta, a Itália, na sétima, a Holanda, na oitava, Portugal, na nona, e a Dinamarca, na décima.

*Com Informações da Agência Brasil

*Via ND+

Foto: Reprodução/Internet
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.