- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Florianópolis

- PUBLICIDADE -

Fotos: Patrick Floriani/FFC

A campanha do Próspera, no Catarinense, é, no mínimo, curiosa. Na noite desta quarta-feira, o Time da Raça espantou a má fase e bateu o Figueirense por 2 a 1. Desta forma, a equipe chega aos nove pontos e volta ao grupo dos oito primeiros colocados – os classificados para a próxima fase. Na competição, o Próspera venceu Chapecoense, Avaí e Figueirense – todos os ditos grandes. Por outro lado, perdeu para Juventus, Barra, Hercílio Luz, Camboriú e Marcílo Dias – aqueles que são “da mesma competição” do Time da Raça. Pedrinho e Gabriel Henrique marcaram os gols do Próspera. Jhon Cley descontou. Assim, o Próspera respira na competição.

O Figueirense tomou iniciativa na partida. Aos cinco minutos, Oberdan bateu forte, mas Igor Campos defendeu no canto e colocou para escanteio. O time da Capital estava mais ofensivo do que o habitual e tentando abrir o placar. Enquanto isso, o Próspera tinha dificuldades para sair jogando. Aos oito minutos, Ramon fez jogada pelo meio e bateu forte, da intermediária, mas a bola saiu ao lado do gol de Rodolfo Castro. Aos 11 minutos, Luizinho recebeu a bola, na pequena área, e completou para o gol, mas estava impedido. O Figueirense seguia no ataque. Aos 13 minutos, em nova chegada perigosa, Beto recebeu pelo meio, em contra-ataque, e bateu forte, mas a bola tirou tinta da trave de Rodolfo Castro. A resposta do Figueira veio no minuto seguinte: Luizinho cruzou da direita, Gustavo Henrique antecipou a marcação e desviou de cabeça, mas a bola, caprichosamente, saiu pela linha de fundo. Duas boas chances em sequência para ambas as equipes.

Aos 16 minutos, Beto arrancou pelo meio, tocou para Ramon que deu assistência, meio sem querer, para Pedrinho. O camisa 10 bateu forte, de primeira, da entrada da grande área, e venceu Rodolfo Castro e abrir o placar: 1 a 0 para o Próspera. O jogo seguiu aberto: aos 18 minutos, Muriel recebeu na área, cortou a marcação e ficou livre, mas bateu para fora. Chance desperdiçada para o time do Estreito. Cirúrgico, o Próspera aumentou o placar. Aos 20 minutos, Gabriel Henrique avançou em velocidade, da esquerda para o meio, e bateu forte, da intermediária, e a bola foi no ângulo de Rodolfo Castro: 2 a 0 para o Time da Raça. Os criciumenses aproveitaram as chances e marcaram dois golaços, estabelecendo uma vantagem confortável na partida.

A partir daí, o Próspera se fechou na defesa e o Figueirense tentou recuperar o prejuízo. Aos 28 minutos, Jhon Cley entrou na área, se enrolou com Matheus Ernandes e Heber Roberto Lopes marcou pênalti. O mesmo camisa 10 bateu e deslocou Igor Campos: desconta o Figueira, 2 a 1 para o Time da Raça. O jogo ficou ainda mais disputado com forte marcação de ambos os lados. O Figueirense seguiu partindo para cima. Aos 39 minutos, Gustavo Henrique tentou finalizar, mas bateu errado. A bola escapou. Aos 43 minutos, Luizinho invadiu a área e bateu, mas Igor Campos pegou. Se segurava o Próspera. No final do primeiro tempo, vantagem para o Time da Raça.

Time da Raça se defende com todas as forças

O Figueirense voltou para a segunda etapa pressionando o Próspera. Aos quatro minutos, Gustavo Henrique perdeu a chance de empatar ao errar o cabeceio na área. Aos 10 minutos, após cobrança de falta, Jhon Cley recebeu a bola na área e bateu cruzado, mas a bola saiu perto da trave de Igor Campos. Pressão do time da casa.

Aos 18 minutos, Eduardo foi derrubado pela esquerda. Falta. Na cobrança, a zaga afastou. O Próspera tentava diminuir o ritmo do jogo para tentar manter a vitória. Aos 21 minutos, Gustavo Henrique finalizou forte, mas a bola saiu sobre o gol de Igor Campos. O Time da Raça se segurava com tudo. Aos 24 minutos, o time criciumense ameaçou pela primeira vez na etapa final: Eduardo bateu forte e Rodolfo Castro defendeu com o rosto. A bola saiu para escanteio.

Aos 25 minutos, Marcelinho arrancou pelo meio e, quando iria entrar na área, foi derrubado por Maurício. Falta e cartão vermelho para o zagueiro do Figueirense. Na cobrança, o mesmo Marcelinho bateu, mas a bola pegou na barreira e saiu. No escanteio, Matheus Ernandes cabeceou e a bola saiu. Daí para frente, o Figueirense perdeu força, principalmente após perder um jogador, e o Próspera conseguiu se segurar na partida. Aos 41 minutos, após cruzamento, Gustavo Índio cabeceou e Igor Campos fez uma grande defesa. No final, vitória do Próspera para garantir a recuperação no Catarinense.

Campeonato Catarinense – 10ª Rodada – Primeira Fase

16/02 (quarta-feira) – 19 horas – estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis

FIGUEIRENSE

Rodolfo Castro; Muriel, Maurício, Pablo e Zé Mário; Patrick (Natan Masiero), Oberdan e Jhon Cley (Gustavo Índio); Luis Gustavo (Gabriel Nazário), Gustavo Henrique e Luizinho (Kauê). Técnico: Júnior Rocha

PRÓSPERA

Igor Campos; Galiardo (Vitinho), Matheus Ernandes, Gullithi e Nikolas; Japa, Beto e Eduardo (Bessa); Pedrinho (Camacho), Ramon e Gabriel Henrique (Marcelinho). Técnico: Emerson Cris

Arbitragem: Heber Roberto Lopes. Auxiliares: Thiaggo Americano Labes e Eder Alexandre

GOLS: Pedrinho (16/1T) e Gabriel Henrique (20/1T) (P); Jhon Cley (29/1T) (F)

Cartões Amarelos: Não houve

Cartões Vermelhos: Maurício (F)

Público: 2.256

Renda: R$ 42.620,00

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.